Escolha uma Página
Prótese de Silicone – Qual é a diferença entre reconstrutiva e estética?

Prótese de Silicone – Qual é a diferença entre reconstrutiva e estética?

Todos os anos, o número de pacientes que desejam mudar sua aparência e passar por uma consulta com um cirurgião plástico está aumentando constantemente. Todos os dias somos abordados com uma variedade de questões, como preservar a juventude e a beleza.

Ao mesmo tempo, os cirurgiões estão cada vez mais realizando cirurgias plásticas, que para muitas são uma necessidade médica, onde a questão não é melhorar a aparência, mas restaurá-la. O campo da cirurgia plástica em Prótese de Silicone pode ser dividido em duas categorias principais – cirurgia estética e reconstrutiva.

Qual é a diferença entre esses procedimentos cirúrgicos em Implante de Prótese de Silicone?

Cirurgia plástica reconstrutiva é realizada para restaurar a função e aparência normal, para corrigir deformidades causadas por defeitos congênitos, lesões ou doenças. A cirurgia reconstrutiva ou reconstrutiva permite alterar a forma das partes do corpo com alterações patológicas.

Exemplos de tais operações são a restauração da forma, dissecada após uma lesão, lábios ou reconstrução da glândula mamária, que foi removida devido ao câncer. Essas operações são realizadas por cirurgiões reconstrutivos, não por cirurgiões estéticos.

Muitas vezes a operação envolve uma combinação de técnicas reconstrutivas e estéticas de execução de operações. Em tais casos, o cirurgião restaura inicialmente a função normal do órgão.

Um exemplo básico é a rinoplastia, em que rino se refere à correção da forma do nariz e à restauração da função respiratória do septo.

Independentemente da operação planejada, é muito importante que você faça um exame completo em uma clínica especializada e discuta o resultado estético esperado com o cirurgião plástico. 

Prótese de Silicone – Cirurgia da Mama – Aumento dos Seios – Quanto Custa?

Prótese de Silicone – Mitos e Verdades

Prótese de Silicone – Mitos e Verdades

Que tal descobrir um pouco mais sobre essa cirurgia de prótese de silicone hoje?

1. Prótese de Silicone atrapalha a amamentação:

MITO! A técnica cirúrgica está evoluída e podemos posicionar a prótese de modo que não atrapalhe o aleitamento materno.

2. Se eu fizer a cirurgia de prótese vou perder a sensibilidade:

MITO! O descolamento de pele pode levar a uma perda temporária da sensibilidade nas aréolas. Isso é revertido espontaneamente em até oito meses.

3. A prótese atrapalha a mamografia:

MITO. Só será preciso contar ao técnico que tem a prótese para que ele saiba posicionar o aparelho. De resto, continua sendo seguro e não vai esconder informações sobre a sua saúde.

4. Precisa trocar a prótese de silicone:

VERDADE. A maioria dos fabricantes estipula prazo de dez anos, mas podemos fazer o acompanhamento anual para ver o estado da mesma e antecipar ou atrasar a cirurgia.

5. Se a prótese de silicone romper, vai vazar no corpo:

MITO. A maioria das próteses usadas são de gel. Dessa forma, mesmo que se rompam, não escorrem.

6. Todo mundo vai saber que coloquei prótese de silicone:

DEPENDE. Isso só vai ocorrer se você contar ou se optar por uma prótese que deixe bem evidente seu novo visual.

7. Posso escolher o tamanho que eu quiser para a prótese:

MITO. Essa decisão deve ser tomada em conjunto com o cirurgião plástico, que é quem vai orientar sobre o melhor tamanho e formato para seu biótipo e expectativa.

8. Tem gente que não pode colocar prótese de silicone:

VERDADE! adolescentes que ainda não estão com as mamas plenamente desenvolvidas, gestantes, lactantes, além de mulheres que tenham alguma enfermidade que vá colocar sua vida em risco com o procedimento, como alguns tipos de câncer, de cardiopatia, de doenças imunossupressoras, entre outras.

mito ou verdade protese de silicone

9. Prótese de Silicone causa câncer:

MITO! Muitas mulheres ainda têm dúvidas se a cirurgia de aumento das mamas pode desencadear ou mascarar os sintomas da doença. A verdade é que, desde 2013 o INCA conclui que não há evidência científica que ligue a prótese de silicone ao surgimento do câncer de mama. A mamografia e o autoexame também não são prejudicados por causa da prótese.

A cirurgia de prótese de silicone sempre traz muitas dúvidas às pacientes e o Dr. Google não costuma ajudar muito a esclarecê-las. O ideal, realmente, é buscar a orientação do seu cirurgião plástico de confiança.

Leia mais:

Clínica de Cirurgia de Prótese de Silicone em SP

Cirurgia Plástica de Mama – Mamoplastia de Aumento – Redutora – Reconstrutora

No Brasil aumenta a cada ano as cirurgia plastica nos seios, pois se tornou a cirurgia queridinhas das brasileiras, isso se explica pelo fato de os seios serem muito ligados à feminilidade, sexualidade e a sensualidade da mulher.

 

Existem três categorias gerais de cirurgia plástica realizada nos seios (também chamada mamoplastia): aumento de mama, redução de mama e reconstrução de mama.

 

 

Seios após a mamoplastia de aumento

Aumento de Mama (Mamoplastia de Aumento)

Aumento de Mama (Mamoplastia de aumento) Aumento de mama é realizado para melhorar a aparência, tamanho e contorno dos seios de uma mulher. As mulheres consideram o aumento do peito por muitas razões diferentes. Algumas mulheres sentem que seus seios são pequenos demais. Alguns desejam aumentar depois que seus seios mudam depois da gravidez. Outros desejam corrigir uma assimetria no tamanho dos seios. 

A mamoplastia de aumento é realizada com implantes (veja abaixo) que podem ser colocados sob um músculo peitoral ou sobre um músculo peitoral. A incisão pode ser colocada na axila (axila), aréola (a área ao redor do mamilo) ou na dobra inferior da mama. Em geral, todos os aumentos de mama são procedimentos minimamente invasivos. Para aumentos em que a incisão é feita na axila, um endoscópio (tubo fino com uma pequena câmera e luz) pode ser usado durante o procedimento.

Os implantes mamários são constituídos por um invólucro de silicone preenchido com solução salina (solução salina) ou gel de silicone. Uma mulher determina seu tamanho desejado, ajustando os implantes de teste. Atualmente, implantes cheios de solução salina são usados ​​de forma irrestrita. Os implantes preenchidos com gel de silicone, uma vez proibidos pela FDA, estão disponíveis apenas para mulheres que participam de estudos aprovados.

Aumento de mama é um procedimento relativamente simples. Como em qualquer cirurgia, algumas incertezas e riscos são esperados. Conheça suas preocupações e expectativas. Revise os benefícios, riscos e alternativas.

Procure consulta com um cirurgião plástico certificado, veja mais sobre Dr. Marco Cassol  

cirurgião plástico mamoplastia sp

Mamoplastia Redutora

 

Cirurgia de redução de mama é freqüentemente usada em mulheres com seios grandes e pesados ​​que experimentam desconforto significativo, incluindo dor no pescoço, dor nas costas e dormência ou fraqueza devido ao peso das mamas.

Durante este procedimento, o excesso de pele, gordura e tecido mamário são removidos. Após a cirurgia, a redução dos seios pode causar uma mudança na sensação da mama, bem como a incapacidade de amamentar.

Após a redução das mamas, a maioria das mulheres relata alívio dos sintomas causados ​​por ter seios grandes demais. Para mais informações sobre este tópico, consulte o artigo sobre mamoplastia redutora.

A cirurgia plástica redução de mama remove o excesso de gordura, o tecido glandular e a pele para atingir um tamanho de mama proporcional com o seu corpo e aliviar o desconforto associado com seios muito grandes.

 

Mamoplastia Redutora Valor

 

 

Para muitas pacientes, o valor da cirurgia da mamoplastia de redução e demais cirurgias eletivas é uma consideração. Os honorários de um cirurgião plástico podem variar com base em fatores como a experiência e o tipo de procedimento realizado.

 

O valor da mamoplastia pode incluir:

 

  • Honorários do cirurgião;
  • Custos hospitalares e de centro cirúrgico;
  • Honorários do anestesista;
  • Medicamentos prescritos;
  • Malhas de uso no pós-operatório;
  • Exames médicos.

 

 

Prótese de Silicone – Cirurgia da Mama – Aumento dos Seios – Quanto Custa?

 

Rejeição da Prótese de Silicone – Endurecimento Das Mamas

 

Prótese de Silicone – Qual é a diferença entre reconstrutiva e estética?

 

Laser Vaginal – Lubrificação, Diminui a flacidez e  Incontinência Urinária

Laser Vaginal – Lubrificação, Diminui a flacidez e Incontinência Urinária

O rejuvenescimento vaginal a laser, um procedimento bastante comum em outros países, estimula a produção de colágeno na mucosa vaginal, restabelecendo a estrutura, a firmeza e a elasticidade dos tecidos na região feminina.

A vagina pode perder colágeno ou aperto devido ao parto, envelhecimento ou gravidade. Chamamos de Síndrome de Relaxamento Vaginal (VRS), é um problema físico e psicológico para as mulheres e, muitas vezes, para os seus parceiros.

Essas alterações podem ser reduzidas pelo uso de um laser especial que é calibrado para trabalhar nos tecidos vaginais. Ao fornecer a quantidade certa de energia laser, o colágeno nos tecidos vaginais é aumentado, assim como o fluxo sanguíneo. Isso cria uma maior sensação de aperto, bem como um aumento na lubrificação vaginal.

laser vaginal antes e depois

rejuvenescimento vaginal a laser é um procedimento ginecológico plástico que envolve a restauração e transformação da anatomia e funcionalidade anatômica da vagina, a fim de alcançar uma experiência mais desejável durante a vida sexual. Durante o procedimento, o diâmetro do canal vaginal é ajustado de acordo com as necessidades do paciente e impacto ambiental ou físico anterior. O procedimento também restaura, aperta e melhora o tônus ​​geral das paredes vaginais e pode melhorar a funcionalidade anatômica.

A fim de satisfazer as necessidades de cada paciente, uma consulta individualizada e atenção é realizada antes da intervenção cirúrgica.
É também um procedimento adicional que é realizado usando uma tecnologia de laser para criar cristas vaginais (rugas) na mucosa vaginal. Além da transformação da superfície vaginal, também resulta em estreitamento do canal vaginal.

.…………………………………………….

Laser Vaginal – rejuvenescimento vaginal

Leia Também :

 Laser Vaginal – Os Sintomas:

Os sintomas de frouxidão vaginal podem ser causados ​​por lesões causadas por uma variedade de causas e não apenas pelo parto. A vagina se alonga com o tempo e, dependendo da causa subjacente, diferentes terapias são necessárias. A vaginoplastia ou o endurecimento cirúrgico do canal vaginal e a perineoplastia proporcionarão um efeito mais definitivo e duradouro, restaurando a musculatura e a pele, mas com tempo ocioso.

O aperto vaginal a laser provoca o aperto da pele vaginal, que é comum. Terapias como o Laser Fracionado Híbrido com DiVa é uma ótima maneira de restaurar o aperto normal e a função do canal vaginal em alguém sem alongamento muscular significativo.

Essencialmente, não há tempo de inatividade, exceto para evitar sexo por 2 dias. O laser DiVa Hybrid combina dois comprimentos de onda para ter um efeito duplo de aquecimento de tecidos mais profundos para restaurar maior sensibilidade, lubrificação e elasticidade, ao mesmo tempo em que também engrossa a camada superficial para aumentar a fricção e, consequentemente, melhorar a resposta sexual.

Dependendo do seu exame físico, você pode se beneficiar de um sobre o outro. É importante que você encontre um médico especializado em cirurgia reconstrutiva e estética vaginal para garantir os melhores resultados para você.

O Laser Vaginal serve apenas para mulheres na menopausa?

Não é verdade. Mulheres a partir de 35 anos já podem se submeter ao tratamento de rejuvenescimento vaginal, com o passar do tempo — principalmente a partir dos 30 anos —, o organismo diminui consideravelmente a produção de colágeno na mucosa vaginal, proteína responsável por garantir a estrutura e a firmeza dos tecidos na região feminina. A redução pode causar, entre outras coisas, a perda do tônus e da lubrificação vaginal, abalando a vida sexual das mulheres.

Os Benefícios do Laser Vaginal

  • procedimento livre de dor de remodelação vaginal de colágeno
  • Procedimento de pausa para almoço na clínica de ginecologia (10-15 min)
  • Escopo de digitalização de 360 ​​°, procedimento fácil de executar e seguro
  • Resultados eficientes e duradouros
  • Não há necessidade de anestésicos 
  • Melhora a secura vaginal e a incontinência urinária 

Normalmente são recomendadas 3-5 sessões. Nenhuma preparação especial pré-operatória ou precauções pós-operatórias são necessárias.

Cada um envolve a aplicação de calor dentro e ao redor da abertura vaginal para apertar a pele e a mucosa (pele úmida intra vaginal). As pacientes podem retornar imediatamente às suas atividades diárias normais.

Recomendações

A paciente que vai realizar o tratamento laser vaginal deverá está em dia com sua revisão ginecológica nos últimos 12 meses, para rastreio de câncer de colo de útero ou vagina.

Deve-se interromper o uso de cremes ou óvulos vaginais na semana anterior ao tratamento e não pode haver infecção aguda ou recente, especialmente de herpes genital.

Vaginoplastia – Cirurgia Íntima Feminina

Vaginoplastia – Cirurgia Íntima Feminina

A vaginoplastia é um procedimento cirúrgico popular em que as paredes vaginais e a abertura vaginal são reforçadas para dar firmeza e tonificação ao corpo. Muitas mulheres experimentam uma perda natural de tensão e tônus ​​devido à idade, parto, alterações hormonais ou devido a defeitos congênitos.

Como uma opção de cirurgia íntima – reconstrutiva, a vaginoplastia também é muitas vezes referida como “rejuvenescimento vaginal” e vem crescendo em popularidade nos últimos anos. Com os músculos vaginais enfraquecidos, vem o desconforto físico, a insegurança emocional, o desprazer e até a dor durante o ato sexual e a sensação de perda da feminilidade. Para os milhões de mulheres submetidas a cirurgia plastica na vagina.

Autoestima através da vaginoplastia

Embora seja fácil sugerir que as mulheres devam se sentir confiantes com seus corpos, mesmo com as mudanças que sofrem com a idade e o parto, muitas mulheres sentem-se significativamente menos confiantes em si mesmas e em seus corpos devido à perda de tônus ​​e firmeza abaixo.

A vaginoplastia ajudou a aumentar a confiança e a auto-estima em inúmeras mulheres que se sentem menos confortáveis ​​com as mudanças que seu corpo sofreu ao longo dos anos, ajudando-as a se sentirem mais femininas e jovens. Muitas mulheres se sentem “quebradas” ou “menos do que” e não confiam em sua sexualidade, mas através do processo de rejuvenescimento da vaginoplastia, o que foi perdido é frequentemente recuperado.

Cura do desconforto após cirurgia íntima

Muitas mulheres que procuram a cirurgia plastica na vagina – vaginoplastia, sentem alguma dor e desconforto durante a intimidade e se submetem ao procedimento para ajudar a corrigir os danos às paredes vaginais. A flacidez da pele e os músculos esticados podem tornar o ato doloroso de ser íntimo e a vaginoplastia restaura o controle e a estrutura.

Se você tiver interesse em saber mais sobre os benefícios e possíveis riscos associados a esse procedimento popular, convidamos você a agendar uma consulta com o Dr. Marco Cassol para saber mais. Você não precisa viver com a insegurança e o desconforto das paredes vaginais danificadas e soltas. Uma cirurgia de vaginoplastia pode ajudá-lo a sentir-se novamente e mais confortável em sua própria pele.

Recupere uma vagina apertada e uma confiança sexual renovada

Além de sentirem-se envergonhadas, muitas mulheres não percebem que há uma solução cirúrgica – o rejuvenescimento vaginal  – Dr. Marco Cassol está disponível para ajudar as mulheres a recuperar o aperto vaginal, o prazer sexual e uma vagina mais jovem.

“A perda do aperto vaginal com diminuição da gratificação sexual é incrivelmente comum, especialmente para mulheres que tiveram partos difíceis ou múltiplos. É uma condição que qualquer mulher deve se sentir à vontade para discutir com seu médico, porque há opções e tratamento médico eficaz está disponível ”, diz o Dr. Marco Cassol.

Os benefícios da vaginoplastia

Uma das maiores perdas que as mulheres sentem quando suas paredes vaginais enfraquecem é uma perda de prazer e sensibilidade sexual. Elas também se sentem constrangidos sobre como o parceiro está desfrutando de intimidade e temem que as paredes vaginais mais frouxas possam tornar a experiência menos prazerosa para ambas as partes.

Uma vaginoplastia pode ajudar a restaurar a sensibilidade perdida apertando os músculos e ajudando a restaurar os prazeres da intimidade mais uma vez.

  • Experimente um olhar mais jovem na área vaginal
  • Melhore o Tônus, Força e Controle Muscular Vaginal
  • Sinta-se melhor gratificação sexual e maior atrito durante o intercurso
  • Rápida recuperação!
  • Procedimentos individuais levam apenas 1-2 hora
  • Riscos na Cirurgia de vaginoplastia são Extremamente Raros e são vistos em menos de 1% dos casos

Sintomas típicos de mulheres que optam pelo rejuvenescimento vaginal?

Mulheres que buscam o rejuvenescimento vaginal para lidar com o relaxamento vaginal podem se queixar de:

  • Sensação diminuída e estimulação durante o intercurso
  • Vagina solta com tônus ​​muscular mínimo
  • Abertura vaginal dolorosa aparência desagradável
  • Seu parceiro escapando durante o ato sexual
  • Tampons caindo
  • A vagina produz sons embaraçosos “gasosos” durante a relação sexual ou um ruído de “estalo” durante a caminhada
  • Tecido saliente de sua vagina Problemas de obstrução dos movimentos do intestino
  • Tecido lesionado ao redor da vagina

Que tipos de anestesia são usadas?

O rejuvenescimento vaginal é realizado com anestesia geral fornecida por um anestesista licenciado certificado pelo conselho médico.

Como é a recuperação após o rejuvenescimento vaginal?

Durante as primeiras 24-48 horas após a cirurgia, os pacientes devem colocar compressas de gelo ou ervilhas congeladas em suas incisões para minimizar o inchaço e hematomas. As tarefas de rotina são encorajadas desde que não haja irritação ou pressão nos locais da incisão e o levantamento pesado deve ser evitado.

Roupas soltas e roupas íntimas de algodão “calcinhas de vovó” são obrigatórias. Às 72 horas, você pode retomar as atividades regulares, certificando-se de que há um mínimo de atrito nas incisões. Os pacientes podem dirigir após 2 dias, desde que não estejam tomando narcóticos.

As pacientes podem retornar ao trabalho dentro de 4 dias contanto que a atividade física rigorosa seja evitada, embora uma semana de folga seja ideal. Durante a recuperação de 6 semanas, os pacientes estão em repouso pélvico (sem relações sexuais ou tampões) e devem evitar banheiras / banheiras de hidromassagem ou nadar no lago ou oceano. Exercício rigoroso, ciclismo.

Quão cedo posso fazer sexo após a cirurgia?

O correto é que você se abstenha de relações sexuais e masturbação por 6 semanas para garantir os melhores resultados estéticos e funcionais.

O rejuvenescimento vaginal melhorará minha vida sexual?

O objetivo do rejuvenescimento vaginal é apertar a vagina para aumentar o atrito, resultando em maior estimulação durante a relação sexual. A vida sexual de um paciente também pode ser aumentada por sua autoconfiança aumentada e o aumento da libido resultante.

Dois estudos científicos foram publicados recentemente para abordar esta questão.

Estes estudos concluíram que 83% a 90% dos pacientes com rejuvenescimento vaginal apresentam resultados bem-sucedidos com uma melhora da vida sexual após a cirurgia. Embora nenhuma cirurgia tenha uma taxa de sucesso de 100%.

Quanto tempo vai demorar para eu conseguir meus resultados finais?

Resultados finais da vaginoplastia são tipicamente apreciados 4-6 meses após a cirurgia. Na consulta de apuramento de 6 semanas, os pontos devem ser dissolvidos e os pacientes são liberados para retomar as atividades regulares.

Prótese de Mama

Prótese de Mama

A utilização de prótese de silicone é indicada quando o volume da mama for insuficiente. Serve também para dar uma boa projeção da mama.

Também é indicada em certos tipos de ptose de mama (mama caída em grau bem leve) e na mastopexia (retirada de pele em excesso na mama por flacidez), para promover um bom preenchimento da mama.

Atualmente, no mercado brasileiro há próteses de excelente qualidade (certificadas pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária e INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e com mínimas possibilidades de rejeição.

As próteses são protegidas por uma capa que possui capacidade para sofrer fortes traumas sem haver ruptura.

A cirurgia não interfere na amamentação. As alterações de sensibilidade da mama podem ocorrer e normalmente resolvem espontaneamente em até 4 meses. Tanto na redução quanto no aumento da mama estas duas funções são preservadas.


Cirurgia de Prótese de Mama – TIPO DE ANESTESIA:

  • Local com sedação ou peridural com sedação.
  • TEMPO DE RECUPERAÇÃO:
  • De 6 a 12 horas.

Cirurgia de Prótese de Mama – Complicações:

A complicação mais freqüente é o endurecimento de mama no pós-operatório tardio (após um ano). Isto pode ser evitado com a massagem precoce da mama, nos seis meses seguintes à cirurgia.

RESULTADO DEFINITIVO:

O resultado já é perceptível logo no pós operatório. Já na primeira semana já ocorre redução do edema (inchaço) decorrente da cirurgia e logo a cicatrização se inicia

APÓS A CIRURGIA DE PRÓTESE DE MAMA:

  • Repouso relativo nas primeiras 48 horas; não deitar de lado, nem de bruços.
  • Usar sutiã modelador adequado.
  • Pode tomar banho de chuveiro sem retirar as fitas adesivas.
  • As fitas adesivas podem ser mantidas por 60 dias. Se sujar ou apresentar secreções, trocá-las.
  • Curativo será retirado em 1 semana.
  • Os pontos serão retirados em 2 semanas.
  • Depilação das axilas com cera, após 3 semanas.

É freqüente, no primeiro mês, a diferença de volume entre as mamas

Cirurgia de Prótese de Mama – Recomenda-se evitar:

  • Dirigir nas três primeiras semanas.
  • Fumar durante as primeiras duas semanas.
  • Tomar banho de imersão por duas semanas.
  • Cometer excessos, levantar pesos, erguer os braços exageradamente e abri-los excessivamente pelo menos por quatro semanas.
  • Dormir de bruços por três semanas.
  • Expor-se ao sol ou ao calor excessivo por quatro semanas.
  • Fazer exercícios ou praticar esportes que exijam a extensão dos braços como golfe, natação, vôlei e outros por pelo menos 60 dias.

Conheça um pouco mais sobre a cirurgia plástica de próteses de silicone:

1) Indicação

A mamoplastia de aumento é uma cirurgia plástica para aumento das mamas. As mamas são o símbolo máximo da feminilidade e o órgão sexual externo feminino.

Como tal, tem relevância psicológica imponente e pode contribuir para melhora da auto-estima da paciente. Não existe um limite Maximo de idade. A condição clinica da paciente é que poderá limitar a realização da cirurgia em uma idade mais avançada.

Nos pacientes muito jovens deve-se respeitar o período de 4 anos após a menarca (primeira menstruação) para realização de qualquer procedimento na mama (inclusive implante de prótese de silicone).

Este tempo, 4 anos, é para aguardar a maturação do sistema endócrino (hormonal) da paciente, já que a mama é uma glândula (glândula mamária).

2) Contra-Indicação na Cirurgia

A principal contra-indicação é a ptose mamaria (queda da mama). A colocação da prótese não corrige a flacidez.

Nestes casos é necessária a retirada da pele em excesso, montagem da mama (mastopexia) e inclusão da prótese.

Outra contra-indicação é paciente com doença crônica descompensada. Entre elas, doenças auto-imunes (lupus eritematoso sistêmico e outras), diabete, hipertensão, desnutrição pós gastroplastia (redução do estômago), anemia.

3) Preço da Prótese

O valor e a forma de pagamento desses valores devem ser discutidos com o seu cirurgião plástico. O custo certamente não deve ser o fator mais importante para sua decisão.

A indicação de pessoas que já realizaram a cirurgia, sua relação de empatia com seu cirurgião plástico, um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e um local adequado para a realização da sua cirurgia devem ser os itens de maior peso na hora da escolha.

4) Vias de Acesso e Técnica a ser Escolhida

A incisão para colocação da protese de silicone pode ser por via sulco inframamário, via areolar ou via axilar. A melhor cicatrização é por via inframamária.

A incisão (cicatriz) mede de 3 a 5 cm dependendo do tamanho da protese a ser introduzida.

A técnica usada para inclusão da protese de silicone é por via Submuscular (embaixo do musculo) ou subfascial (em cima do musculo) ou subglandular (em cima do musculo).

A mais usada é a subglandular, mas existe indicação especifica para o uso de outra técnica em alguns pacientes.

5) Formato da Prótese

O formato existente é anatômico (em gota) ou redondo. A protese anatômica fornece um resultado mais natural, mas pouca projeção do pólo superior, que é desejado pela maioria das pacientes.

A prótese de silicone mais usada possui formato redondo, texturizado, perfil alto e gel de silicone altamente coesivo.

Além da protese texturizada existem a protese de superfície lisa (muito pouco usada pela possibilidade aumentada de retração capsular) e a protese de poliuretano.

A diminuição do seio mamário (distância entre as mamas) e aproximação dos mamilos, desejada por muitas pacientes, deve ser discutida com seu cirurgião plástico.

6) Tamanho da Prótese de Silicone

As próteses variam de 50ml a 800ml. Os volumes mais utilizados aqui no Brasil variam entre 260, 280 ou 300 ml. Próteses de 350 ml são consideradas grandes.

Próteses de mama menores que 200 ml não são comumente usadas porque as pacientes referem um resultado de projeção mamária insatisfatório.

Próteses de silicone mamária muito grandes, desproporcionais para altura da paciente e tamanho do tórax, geralmente maiores que 400 ou 450 ml, resultam em ptose mamária (queda da mama) e podem causar problemas na coluna.

O risco de formação de estrias na pele da mama só ocorre na inclusão de prótese muito grande.

Devemos colocar implantes de silicone muito grandes somente em pacientes que já possuam próteses menores (troca de prótese) e que tenham certeza que desejam aumentar a mama, conscientes das implicações.

7) Durabilidade da Prótese de Silicone

As fábricas de próteses de silicone fornecem certificados de garantia permanentes, mas uma postura ética do cirurgião plástico é colocar para a paciente que a prótese é um corpo estranho e, como tal, possui uma durabilidade.

A orientação para os pacientes, fornecida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, é que a durabilidade da prótese é de 10 anos.

Isso não implica necessariamente em troca da protese depois de 10 anos, mas orienta o paciente que a prótese é um corpo estranho e como tal tem suas complicações.

8) Complicações com a Prótese

A complicação mais freqüente da mamoplastia de aumento com inclusão de protese de silicone é a retração capsular. É representada pelo endurecimento da mama em torno de 1 ano após a cirurgia.

Inicialmente o tratamento é realizado com massagens especificas e uso de vitamina E.

Nos casos que não se obtém resolução está indicada uma nova cirurgia para retirada desta cápsula exacerbada que se formou em torno da prótese.

9) Prótese de Silicone e a Amamentação

A inclusão de protese de mama não modifica a função de amamentação da mama. Nas pacientes em que o estímulo hormonal é muito intenso as mama aumentam muito durante a lactação.

Nestes casos, após a lactação, a mama pode ficar ptosada (caída). Podemos então retirar o excesso de pele e reposicionar a mama e o complexo aréola mamilar.

A simples troca por uma prótese de volume maior, geralmente não resolve o problema de queda da mama. Alteração da sensibilidade da mama pós-cirurgia não é freqüente.

Quando acontecem, geralmente ocorre a diminuição da sensibilidade (hipoestesia). Raramente pode ocorrer aumento da sensibilidade (hiperestesia).

Na maioria dos casos ocorre resolução espontânea até 4 meses após a cirurgia.

10) Local Adequado para a Realização da Cirurgia

O procedimento deve ser realizado num serviço com estrutura hospitalar para atendimento de emergências, com suporte de UTI, equipamentos e profissionais especializados.

11) Anestesia

Geralmente é usada anestesia local com sedação ou peridural alta com sedação.

Anestesistas com experiência em cirurgias plásticas realizam anestesia peridural alta, tipo de anestesia pouco usada em outras especialidades cirúrgicas.

Raramente utilizam anestesia geral que impõe um risco anestésico maior e uma recuperação pós-anestésica mais desconfortável para o paciente.

12) Riscos da Cirurgia

Como em qualquer procedimento cirúrgico existe risco. O importante é minimização desse risco através de uma boa consulta com seu cirurgião antes da cirurgia. Conte seu histórico médico.

A realização dos exames pré-operatórios auxilia na exclusão de doenças não diagnosticadas até então.

Seguir as orientações do seu medico antes da cirurgia em relação a jejum, menstruação, medicações de uso continuo (antidiabético, anti hipertensivo, anti concepcional), medicações anticoagulantes (suspensao do uso de AAS, ginko biloba, ginseng, vitamina E).

Seguir as orientações específicas após a cirurgia. Uso de sutiã modelador e realização de drenagens linfáticas pós-operatórias.

13) Cicatrização

Ate 1 mês. Pós-operatório precoce. Diminuição importante do desconforto. Diminuição do edema (inchaço).

Desaparecimento das equimoses (roxos) De 1 mês a 4 meses. Resultado mais natural. Realização das fotos de antes e depois. Suspenso uso do sutiã modelador.

4 meses a 2 anos. Pós-operatório tardio. A cicatriz reduzida da incisão volta ter a mesma coloração da pele normal. É o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo, o resultado definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade).

14) Cicatrizes Hipertróficas e Quelóides

As cicatrizes hipertróficas podem ser tratadas com uso de placa de silicone (período mínimo 2 meses) e cremes.

Já o tratamento do quelóide é mais complicado. Pode-se organizar com antecedência a realização de betaterapia (radioterapia superficial específica para tratamento de quelóide).

A betaterapia é realizada em centros de radioterapia. São realizadas 10 sessões em dias consecutivos com inicio no dia da cirurgia.

Existem outros tratamentos para o quelóide com infiltrações (injeções) de medicações durante a cirurgia e no consultório após a cirurgia.

15) Orientação Pós-Operatórias

Repouso relativo nos primeiros 2 dias. Não deitar de lado ou de bruços. Usar sutiã modelador adequado por 45 dias. Pode tomar banho de chuveiro, mas sem retirar os curativos.

Os micropores podem ser mantidos por 30 dias. O primeiro curativo será trocado no consultório.

Os pontos são internos com fio absorvível (monocryl), mas quando há necessidade de pontos externos, estes serão retirados em 15 dias.

Depilação com cera das axilas após 21 dias. É freqüente, no primeiro mês, a diferença de volume entre as mamas.

Recomenda-se evitar:

  • Dirigir carro nas 3 primeiras semanas.
  • Fumar durante 2 semanas.
  • Tomar banho de piscina por 2 semanas.
  • Cometer exageros, levantar pesos, erguer os braços exageradamente e abri-los excessivamente pelo menos por 1 mês.
  • Dormir de bruços por 3 semanas.
  • Tomar sol ou calor excessivo por 1 mês.
  • Fazer exercícios com a extensão dos braços por 4 semanas.
  • Academia por 6 semanas.
1
Olá!
Você quer realizar alguma cirurgia e gostaria de tirar alguma dúvida?
Powered by