Lifting Facial e Minilifting

No que o lifting facial e o minilifting podem auxiliar os pacientes que se submetem a estes tipos de procedimentos estéticos? Quais são os principais efeitos sentidos por eles após realizá-los?

Com o passar dos anos, novas alternativas de intervenções estéticas foram surgindo, o que, por sua vez, possibilitou que os pacientes que almejam alterar alguma parte de seu corpo tenham resultados expressivos em um espaço de tempo cada vez mais reduzido.

Desta forma, para responder a perguntas como as que fizemos acima, vamos abordar neste conteúdo algumas das informações mais relevantes a respeito destas formas de intervenções plásticas.

Tudo isso com o objetivo de fazer com que você possa ter o entendimento necessário dos processos que os envolvem caso queira saber mais sobre o assunto ou mesmo passar por esta experiência.

Antes e Depois do Lifting Cervical

Lifting facial e minilifting: para quem são indicados?

Atualmente, a medicina estética oferece diversos procedimentos para o rejuvenescimento facial, dentre elas o minilifting e o lifting facial, indicados para tratar as rugas da face e do pescoço.

O Rejuvenescimento Facial oferece a oportunidade de redefinir a aparência, fazendo com que a pele se sinta e pareça mais saudável e atraente.  Por sua vez, o minilifting é recomendado quando a flacidez da pele que abrange o rosto sem grandes alterações na fisionomia.

Minilifting e Lifting facial: Qual é a melhor idade para fazer?

Em sua grande maioria, o Minilifting é feito a partir dos trinta e cinco anos de idade aproximadamente, que é o período onde começam a aparecer os primeiros sinais de envelhecimento.

Segundo a orientação do cirurgião plástico Marco Cassol, “Pelo conceito atual, a cirurgia do rejuvenescimento, é feita o mais precocemente possível, tão logo comecem a aparecer as rugas. Desta forma, a pessoa estará com o aspecto jovem desde o início, não dando chance para apresentar-se com a face senil”.

Por outro lado, o Lifting facial é indicado para pessoas acima de cinquenta e cinco anos de idade, que porventura apresentam uma grande quantidade de rugas na face e no pescoço.

Contudo, o cirurgião plástico esclarece que “a idade nem sempre é o fator mais importante na classificação, pois a quantidade de rugas pode variar de acordo com o tipo de pele de cada pessoa”.

Lifting facial e minilifting: duração, tipo de anestesia e cicatrizes

Dependendo de cada caso, a operação dura em média de duas horas e meia a cinco horas, com permanência de doze a vinte e quatro horas no modalidade de Day Hospital.  Por sua vez, a tipo anestesia utilizada nestes tipos de cirurgias plásticas pode ser considerada como sendo local com sedação ou então como sendo geral.

Tanto no minilifting como no lifting, as cicatrizes são discretas, sendo que no minilifting, estas ficam escondidas no couro cabeludo. Já nos casos onde se opta pela realização do lifting facial, boa parte das cicatrizes do procedimento ficam ocultas nos cabelos e uma pequena porção fica na região que compreende as partes de dentro e atrás das orelhas.

Lifting facial e minilifting: funcionamento do pré- operatório

Por se tratarem de intervenções cirúrgicas, em ambas as situações torna-se necessário tomarmos alguns cuidados em relação aos momentos que antecedem esta realização.

Contudo, para facilitar a compreensão sobre como estas medidas de prevenção podem impactar no sucesso destes procedimentos, levemos em consideração as seguintes realidades:

Realização de exames laboratoriais

No momento de pré-operatório, são necessários a realização tanto de exames laboratoriais quanto a criação de um arquivo fotográfico.

Estas medidas são extremamente importantes para toda a continuação do processo, uma vez que buscam identificar, entre outras coisas, o estado físico de cada paciente bem como analisar possíveis problemas que possam vir a ser um empecilho para a realização deste métodos de intervenção estética.

Comunicação do estado de saúde atual

Bem sabemos que, o conhecimento de nosso próprio corpo pode ser uma ferramenta essencial no processo de recuperação de qualquer processo de cirurgias.

Neste sentido, se porventura entendermos que algo em nosso corpo não está fluindo da maneira correta, este pode ser um sinal que precisamos ter maior atenção antes da realização deste processo. Isso, por sua vez, deve ser comunicado imediatamente à equipe médica responsável por este tipo de procedimento para que sejam traçadas novas estratégias para preservar a saúde de cada paciente.

Suspender consumo de álcool e cigarros

A ação de evitar o consumo de produtos desta natureza reflete diretamente tanto no sucesso do procedimento quanto na recuperação das pacientes, uma vez que proporciona, entre outras coisas, uma realidade de melhora na saúde e no funcionamento do corpo de cada uma delas.

Lifting facial e minilifting: funcionamento do pós- operatório

Assim como citado nas informações acima, também precisamos nos ater a realização de alguns cuidados no período imediatamente posterior a submissão destes tipos de intervenções estéticas. Tais medidas de atenção precisam ser tomadas para que o processo de pronta recuperação possa ser conduzido de maneira natural e tenha seu tempo transcorrido de forma natural.

Sendo assim, entre estas medidas, por sua importância para o alcance das metas estabelecidas na realização destas cirurgias plásticas, podemos considerar as seguintes ações:

Instruções gerais

No período considerado como sendo de pós-operatório, o curativo protege o local durante um dia e o tempo de recuperação varia de dez a vinte e um dias em geral.

O Dr. Cassol explica que é possível integrar outros procedimentos a essas operações no mesmo dia da cirurgia. “Pode-se associar a esta operação a lipoaspiração da papada (duplo queixo), a blefaroplastia (para correção das pálpebras), o peeling químico (para retirada de manchas e rejuvenescimento da pele), a dermabrasão (raspagem da pele para rugas ao redor dos lábios), preenchimentos e outros”, afirma o Dr. Cassol.

No primeiro dia, o paciente já pode lavar os cabelos e as atividades normais podem ser retomadas de oito a doze dias decorridos destas cirurgias. Entretanto, o médico ressalta que estas orientações podem sofrer variações dependendo de cada paciente.

Ingerir medicamentos indicados

O uso dos medicamentos indicados, na quantidade e horários estabelecidos pela equipe médica que conduziu o processo é fundamental para solucionar questões que envolvem, por exemplo, o alívio das dores e possíveis problemas com a normalidade do andamento da cicatrização.

Dessa forma, ao consumir estes medicamentos, consegue-se estar dentro de um contexto no qual agimos para fazer com que o nosso corpo reaja da melhor maneira possível as alterações causadas por estes métodos de estética.

Evitar exposição aos raios solares

Buscando principalmente garantir a proteção da pele após estas cirurgias, as pacientes que venham a passar por esta experiência devem evitar a exposição constante e excessiva à incidência dos raios solares por um determinado período.

Lifting facial: principais vantagens

O lifting facial, enquanto um tipo específico de procedimento de estética e, tendo em vista o fato de que se trata de uma forma de garantir melhorias nos traços do rosto, é capaz de gerar diferentes vantagens aos seus pacientes. Com isso, entre os benefícios que mais se destacam nesta questão estão:

Rejuvenescimento da estrutura facial                                         

Um dos principais motivos que levam as pessoas a querer passar por este momento, sem dúvidas, baseia-se na vontade em controlar a ação do tempo sobre a sua pele. A partir disso, buscam fazer com que sua estrutura facial possa ser modificada para que se tenha um aspecto mais jovial e belo.

Desenvolvimento da satisfação e autoestima

Muitas são as mulheres que nutrem um certo desconforto com a situação atual dos seus contornos faciais, o que acaba repercutindo negativamente sobre a sua autoestima.

Pensando nisso e em outras formas de se conseguir contornar esta situação bastante desfavorável, optam por se submeter a esta cirurgia para assim, então, ter acesso a uma realidade na qual consegue resgatar sua autoestima e retornar assim com a felicidade com o estado de seu corpo.

Segurança e eficácia do procedimento

Considerando-se os objetivos a que se propõe alcançar, o lifting facial se mostra como sendo um tipo de cirurgia que possui uma grande segurança e eficácia.

Por assim dizer, então, ao realizá-lo observando todos os aspectos técnicos e formais que são necessários ao seu acontecimento, têm-se por consequência uma situação na qual existe uma tranquilidade que é recomendável para que os pacientes consigam ter seu processo de recuperação transcorrendo de maneira progressiva e natural.

Minilifting: principais vantagens

Também se tratando de um procedimento de estética que detêm as suas próprias particularidades, o lifting facial é capaz de trazer uma série de vantagens aos pacientes que se decidem por realizá-lo. Desta maneira, entre os principais benefícios que podemos alcançar com este procedimento estético estão as seguintes vantagens:

Recuperação mais ágil

Por conta de fatores como a sua complexidade reduzida se comparada a outros métodos e intervenções de cirurgias plásticas, seu processo de recuperação consegue se estabelecer em um período significativamente reduzido, possibilitando a volta às atividades normais do cotidiano em um prazo mais rápido sem que o entanto a qualidade no procedimento precise ser perjudicada.

Relação de custo x benefício atrativa

Novamente devido ao fato de ter as suas características de complexidade enquadradas em uma realidade mais enxuta, torna-se possível ter uma relação de custo x benefício bastante atrativa e vantajosa para os seus pacientes.

Isso acontece porque, entre outras coisas, o valor cobrado por este tipo de procedimento é prontamente superado pelos benefícios que são conseguidos com os seus resultados.

Lifting facial e minilifting: prováveis riscos de sua aplicação

Por mais que sejam conduzidos por uma equipe médica que esteja consideravelmente qualificada para a sua realização, a submissão à procedimentos de estética tais como o lifting facial e o minilifting, por se tratarem de cirurgias, podem ocasionar determinadas situações de risco, como por exemplo:

  • Hematomas: após a sua realização, situações nas quais a região envolvida nos procedimentos venham a apresentar certos inchaços ou outros tipos de marcas de expressão podem acontecer de maneira diferente em cada paciente;
  • Infecções: por mais que sua ocorrência neste tipos de procedimentos possa ser considerada como sendo rara, podem existir certos casos onde a região que se submeteu a eles venha a se infeccionar;
  • Dores: com relação a sua duração e sua intensidade, esta realidade pode ser sentida de maneira diferente a depender da forma como o corpo de cada paciente venha a reagir a estes procedimentos estéticos.

No entanto, podemos dizer que, quando as medidas de prevenção citadas acima são associadas ao trabalho de uma equipe de profissionais que possua a capacidade técnica necessária para a realização destas formas de cirurgias plásticas, todos estes e outros tipos de riscos das cirurgias conseguem ser consideravelmente reduzidos.

Lifting facial e minilifting: importância dos profissionais

Nesta parte em especial deste texto, não podemos deixar de lembrar que, a busca pelo apoio especializado naquilo que pretendemos realizar ou mesmo fazer em nosso dia-a-dia mostra-se como sendo uma atitude capaz de render bons resultados tanto a curto quanto a longo prazos.

Dessa forma, quando nos referimos aos procedimentos estéticos, principalmente por conta de estar diretamente relacionada aos contornos de nosso corpo, esta ação não pode ser tomada de maneira equivocada.

Sendo assim, aqui, com o Dr. Marco Cassol, você pode contar com a credibilidade de um profissional que está altamente capacitado para a realização de suas atividades, atuando nas mais diferentes áreas da estética com igual empenho e qualidade nos serviços a serem prestados.

Lifting facial e minilifting: relembrando alguns fatores importantes

Ao relatarmos as informações mais relevantes a respeito destas duas maneiras de realização de cirurgias plásticas, tivemos como um dos principais objetivos lhe auxiliar diretamente na compreensão sobre as particularidades de cada uma delas, para que então a partir deste entendimento você possa ter conseguido retirar as suas possíveis dúvidas sobre este importante tema.

Dentro das razões pelas quais criamos este conteúdo, buscamos também demonstrar como a ação de observar os cuidados estabelecidos pela equipe médica responsável pela condução de todas as fases de ambos os procedimentos pode impactar no alcance dos objetivos pretendidos com a sua realização.

De igual modo, como forma de evidenciar a relevância que a atuação profissional possui nestes casos, indicamos que a busca por todo o suporte técnico capacitado para a conclusão destes procedimentos torna-se uma atividade primordial para que não se tenha espaço para demais problemas inesperados de ordem de saúde e médica.

Lifting facial e minilifting: considerações finais

Como pretendemos discutir no decorrer de todas estas palavras, tanto o lifting facial quanto o minilifting são intervenções cirúrgicas que buscam dar um novo ânimo às pacientes que, por diferentes razões estão se sentindo incomodadas e insatisfeitas com a atual realidade de seu corpo, especialmente com os seus traços faciais.

Entretanto, ressaltamos com estas palavras que este desejo de mudança de realidade do contorno facial precisa observar as características e as condições de saúde de cada paciente, não podendo ser realizado única e exclusivamente pelo simples desejo desta alteração sem que se respeite os seus limites e traços físicos.

Por fim, ao final deste material, esperamos que você possa ter entendido que existem muitas semelhanças no que diz respeito aos objetivos pretendidos com cada um deste dois tipos de procedimentos estéticos, uma vez que todos eles buscam dar uma nova configuração de traços faciais de maneira segura para as suas pacientes.

Lifting facial e minilifting: continue acessando os nossos materiais

Diante de tudo o que foi apresentado e exposto dentro deste espaço, esperamos que com exemplos de posts como este possamos ter feito com que a tarefa de selecionar o procedimento estético que mais venha a se adequar às suas necessidades tenha se tornado mais fácil de ser realizada.

Da mesma forma, fica registrado aqui também o convite para que você continue acessando os materiais que colocamos de maneira constante em nosso blog, para então ter acesso a uma série de discussões sobre temas pertinentes dentro do cenário da estética.

Com materiais como este e muitos outros, temos como objetivo te ajudar a entender melhor sobre o funcionamento de cada procedimento estético para que, entre outras coisas, a sua decisão em passar por quaisquer destes tipos de cirurgia plástica possa ser embasada em argumentos técnicos que possam te dar toda a tranquilidade necessária.

Como forma de fechamento de todos os tópicos que foram mencionados no decorrer deste conteúdo, desejamos que sua experiência de leitura possa ter sido a mais agradável possível.

De igual modo, esperamos que este material tenha proporcionado os reais efeitos que pretendemos quando pensamos em construí-lo, ou seja, fazer com que você possa ter acesso a muitas informações importantes sobre como estas duas formas de intervenções de estética podem vir a contribuir para a sua realidade.

Leia mais: SBCP-SC

2 comentários em “Lifting Facial e Minilifting”

    1. Marco Cassol

      Olá Tereza, todas as cirurgias são necessárias a avaliação do Cirurgião Plástico. Venha nos visitar…Será um prazer atende-la em meu consultório.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.