Escolha uma Página
Cirurgia Intima – Labioplastia

Cirurgia Intima – Labioplastia

Cirurgia Íntima – Qual é a mais indicada?

A região fica escondidinha, mas sua aparência pode trazer desconforto, baixa autoestima e atrapalhar a vida íntima da paciente. A cirurgia íntima é indicada para a redução do volume ou projeção do monte de Vênus, aquela parte acima dos genitais, por meio de lipoaspiração e remoção do excesso de pele. Já a Labioplastia, ou ninfoplastia, consiste na redução dos pequenos lábios vaginais. Pode parecer estranho para algumas mulheres, mas a cirurgia íntima é bastante comum e os resultados, ótimos! INDICAÇÃO Nos casos de imperfeições ou deformidades na região genital (hipertrofia de pequenos lábios), acumulo excessivo de gordura no “monte de vênus” – púbis saliente.

TIPO DE ANESTESIA

Normalmente é local com sedação.

TEMPO DE INTERNAÇÃO

Normalmente é de 6 à 12 horas, dependendo da recuperação e da orientação do médico.

COMPLICAÇÕES

Muito raras, mas pode haver hematoma, deiscência (abertura de pontos cirúrgicos – suturas) ou infecção.

RESULTADO DEFINITIVO

Em torno de 3 meses após a cirurgia

APÓS A CIRURGIA:

  • O uso de absorvente feminino deve ser usado na primeira semana após a cirurgia.
  • Compressão da região com roupa intima também é importante.
  • Recomenda-se repouso durante 3 dias, restrições sexuais por um mês.
  Leia Mais Sobre >>  Cirurgia Intima 
Pescoço – Cervicoplastia

Pescoço – Cervicoplastia

A aparência do pescoço compromete a harmonia de todo rosto.
Muitas vezes um paciente jovem tem aspecto envelhecido da face pela flacidez e/ou acúmulo de gordura no pescoço.

Um ajuste nesta área confere jovialidade e elegância a uma face. O ângulo formado entre o queixo e o pescoço faz toda diferença no aspecto total da face.
Respeitando a harmonia do paciente, quanto mais próximo de 90 graus, mais gracioso fica o aspecto do terco inferior da face (queixo – pescoço).

Em alguns casos está indicada a cirurgia de Aumento ou Diminuição do Queixo que pode ser realizada no mesmo tempo cirúrgico ao procedimento do pescoço.

Procedimentos estéticos para tratar a papada:

Carboxiterapia: tratamento muito usado também no combate à gordura localizada e à celulite, apresenta excelentes resultados contra flacidez. A carboxiterapia consiste na aplicação de gás carbônico (CO2), através da infusão nos tecidos.

A aplicação do gás carbônico faz com que a pele se distenda e, em seguida, se retraia. Esse procedimento, resulta em uma melhora da flacidez no local.

Transion + gesso: esse recurso é utilizado para combater a papada leve, causada principalmente por flacidez da pele e do músculo.

O tratamento, que pode ser feito separadamente, dependendo da indicação, combina a eletroestimulação do aparelho Transion com uma máscara de gesso lipolítico (à base de argila marinha).

Isogei facial: indicado para tonificar e enrijecer a musculatura facial e corporal. O Isogei promove uma supertonificação muscular por meio da estimulação elétrica computadorizada, porém, de forma isométrica.

Ou seja, a corrente usada é mais alta, as contrações são mais demoradas e não provocam torções dos músculos.

Mesoterapia (intradermoterapia): são injeções para perda de gordura localizada. Os ativos injetados variam de acordo com a indicação do paciente.

Massagem modeladora: pode ser feita tanto sozinha quanto para complementar os outros tratamentos

Leia Mais:

Lifting Cervical – Cirurgia Plástica do Pescoço

Bumbum – Gluteoplastia

Bumbum – Gluteoplastia

GLUTEOPLASTIA NO BUMBUM

A gluteoplastia consiste em melhorar as proporções do contorno corporal posterior através do aumento de volume da região glútea pela inclusão de implantes de silicone e/ou lipoenxertia (enxerto de gordura) local.

Em casos em que o “bumbum” apresenta formato inexpressivo, pouco volumoso ou achatado com pequena queda.

Pacientes magras que não possuem gordura localizada para ser retirada, tratada e colocada como enxerto na região glútea também podem se beneficiar da prótese glútea.

A escolha do formato e do volume das próteses mais adequadas para cada caso depende do exame clinico (avaliação do médico). As limitações e a correta indicação da prótese vão ser discutidas e definidas pelo médico junto ao paciente.

TIPO DE ANESTESIA:
Geralmente a anestesia é peridural com sedação.

TEMPO DE INTERNAÇÃO:
Geralmente 12 horas.

COMPLICAÇÕES:

A complicação mais freqüente é a formação de seroma.
A permanência do dreno no pós operatorio é muito importante para evitar este acúmulo de líquido.

Pode haver certa dormência e endurecimento da região glútea que desaparece gradativamente. Havendo aparecimento de rubor (vermelhidão), calor na pele tratada ou febre comunicar-se com o médico imediatamente.

RESULTADO DEFINITIVO:
Aproximadamente 3 meses.

APÓS A CIRURGIA:

  • Manter repouso relativo por três dias.
  • Evitar sentar.
  • Usar modelador por trinta dias.
  • Nos primeiros dez dias evitar subir escadas, erguer os braços e sentar sobre a prótese.
  • A retirada do dreno ocorre no final da primeira ou segunda semana. Após a retirada do dreno, os curativos do dreno e da cicatriz podem ser trocados diariamente.
  • Nas primeiras 4 semanas deitar de bruços.
  • Tomar banho sem retirar o micropore.
  • Não fumar nas primeiras semanas.
  • Não dirigir automóvel por três semanas.
  • Não se expor ao sol ou ao calor excessivo por quatro semanas.
  • Não praticar esportes ou exercícios físicos por seis semanas.
  • Depilação com cera três semanas depois.

Atendiemente Whatsapp da Clínica de Cirurgia Plástica em SP

Coxa – Dermolipectomia

Coxa – Dermolipectomia

DERMOLIPECTOMIA NA COXA


Visa corrigir flacidez excessiva da região das coxas ou braços e retirar o excesso de gordura destas regiões.

Geralmente em pacientes pós cirurgia bariátrica ou pacientes com perda expressiva de peso, As incisões, cortes, em T são feitas junto a região inguinal, virilha, nas coxas.

Geralmente é realizada uma lipoaspiração que pode ser feita em uma cirurgia prévia (coxas muito grandes) ou durante o mesmo ato cirúrgico.

TIPO DE ANESTESIA:

 Geralmente a anestesia é peridural com sedação.

TEMPO DE INTERNAÇÃO:

 Permanência de 6 a 12h.

COMPLICAÇÕES:

A complicação mais freqüente é o edema (inchaço). Nas coxas deve ser tratado com o uso de meias elásticas, repouso e elevação dos membros inferiores. Os pés devem ficar mais altos que o coração.

RESULTADO DEFINITIVO:
Aproximadamente 3 meses após a cirurgia.

APÓS A CIRURGIA:

  • Requer repouso por 7 dias.
  • Uso da medicação prescrita pelo médico.
  • Os pontos são retirados entre 7 e 14 dias.
  • Recomenda-se o uso de cinta modeladora por 60 dias.
  • As drenagens linfáticas pós operatórias são mandatórias para os pacientes que apresentarem edema no pós operatório imediato. 

Braço – Dermolipectomia

Braço – Dermolipectomia

Você não precisa ter vergonha de usar regata porque tem os braços gordinhos.

A lipoaspiração é uma aliada na remoção da gordura localizada.
Feito em ambiente hospitalar e sob sedação, o procedimento requer internação de um dia, sendo que no dia seguinte o paciente já pode até dirigir.

O resultado final aparece entre três e seis meses da operação e costuma ser bastante satisfatório.

INDICAÇÃO:

Visa corrigir flacidez excessiva da região dos braços e retirar o excesso de gordura destas regiões. Geralmente em pacientes pós cirurgia bariátrica ou pacientes com perda expressiva de peso. As incisões, cortes, em T são feitas junto a axila, nos braços. Geralmente é realizada uma lipoaspiração complementar no mesmo tempo cirúrgico.

TIPO DE ANESTESIA:
Geralmente a anestesia é peridural com sedação.

TEMPO DE INTERNAÇÃO:
Permanência de 6 a 12h.

COMPLICAÇÕES:
A complicação mais freqüente é o edema (inchaço). Nos braços deve ser tratado com uso de cinta modeladora, repouso e posicao anatômica com uso de tipóia. A realização de drenagem linfática da mão em direção a axila é fundamental nestes casos.

RESULTADO DEFINITIVO:
Aproximadamente 3 meses após a cirurgia.

APÓS A CIRURGIA:

  • Requer repouso por 7 dias.
  • Uso da medicação prescrita pelo médico.
  • Os pontos são retirados entre 7 e 14 dias.
  • Recomenda-se o uso de cinta modeladora por 60 dias.
  • As drenagens linfáticas pós operatórias são mandatórias para os pacientes que apresentarem edema no pós operatório imediato.
Open chat
1
Olá!
Você quer realizar alguma cirurgia e gostaria de tirar alguma dúvida?
Powered by