PRÓTESE DE BÍCEPS

Você sabe quais são os principais motivos que podem levar uma pessoa a se decidir pela realização de uma cirurgia de implante de prótese de bíceps? Sabe quais são os principais benefícios que estão diretamente associados a este tipo de cirurgia?

Com o passar do tempo, por conta das inovações dentro do ramo da estética, as pessoas começaram a buscar por novas formas de remodelar as partes do corpo que, de certa forma, nutriam algum tipo de insatisfação. Neste cenário, os homens passaram a investir em modelos de cirurgias plásticas para conseguirem ter uma nova definição.

Porém, se você ainda não sabe muito sobre tudo o que envolve este cenário de mudança estética, não há com o que hesitar. Neste post, falaremos sobre os pontos mais relevantes deste tipo de cirurgia, bem como a forma com que seus resultados podem impactar na vida dos pacientes que optam por se submeter a este tipo de cirurgia em especial.

Prótese de bíceps: o que é, para que serve e para quem é indicada?

A cirurgia de prótese de bíceps visa corrigir uma projeção insatisfatória da região anterior do braço, também conhecida como bíceps. Por assim dizer, então, é indicada para aqueles pacientes masculinos que, mesmo com quaisquer tipos de exercícios físicos intensos, não obtêm a projeção esperada desta região do braço de maneira natural.

A incisão, que gira em torno de aproximadamente três centímetros, é realizada junto ao cavo da região axilar. Neste sentido, podemos afirmar que a prótese a ser utilizada na cirurgia é praticamente imperceptível e o seu resultado final pode ser considerado como sendo muito natural.

É importante ressaltarmos que, como ponto facilitador da realização deste procedimento estético, temos o fato de que a maior parte dos pacientes já possui a musculatura da região bem desenvolvida devido ao fato de estarem de alguma forma envolvidos com atividades relacionadas à musculação.

Prótese de bíceps: tipo de anestesia, tempo cirúrgico e de tempo de internação associados ao procedimento

Geralmente, em casos onde se necessita fazer esta intervenção, a anestesia é caracterizada como sendo a do tipo peridural alta com sedação.

Com relação ao tempo estimado para a conclusão deste tipo de cirurgia plástica, este baseia-se em um período de aproximadamente duas horas. No que diz respeito ao tempo de permanência após a realização do procedimento estético em questão, este pode se dar em um período que compreende de seis a doze horas após a sua finalização.

Prótese de bíceps: principais vantagens da realização

Quando bem planejada, a realização deste tipo de intervenção cirúrgica pode trazer consigo importantes benefícios para os pacientes que optam por fazê-la. Porém, por conta de sua representatividade e, como forma de facilitar o entendimento a respeito desta questão, podemos elencar as seguintes vantagens:

Preenchimento do local

Quando este tipo de intervenção cirúrgica é realizada observando todos os cuidados médicos possíveis e necessários, este procedimento é capaz de fazer com que a região envolvida na cirurgia seja preenchida de maneira expressiva, dando um novo contorno corporal à mesma.

Melhora na autoestima

Como dissemos, muitos são os pacientes que acabam por possuir uma certa insatisfação com as suas definições corporais próprias e naturais e, a partir dessa realidade, buscam novos métodos para melhorá-las.

A partir disso, desde que estejam aptos em relação às suas condições de saúde, procedimentos como este são recomendados para contornar esta realidade corporal que julgam ser desfavorável e eles, melhorando de maneira expressiva sua autoestima com os resultados que podem ser obtidos com este tipo de procedimento de estética.

Desenvolvimento da imagem pessoal

A busca pela melhora na autoestima acaba, por sua vez, repercutindo na capacidade de conseguir ter uma imagem pessoal mais definida e bem resolvida.

Isso porque, entre outras questões, não podemos negar a existência do fato de que estes pacientes, ao pensarem neste tipo de cirurgia plástica, desejam ter uma aparência mais tonificada e potencializada da região de seus músculos.

Esta situação, por sua vez, acaba contribuindo para se chegar a um perfil corporal que possa ser melhor avaliado por eles mesmos e em alguns casos, por outras pessoas também.

Omissão das cicatrizes

Por conta da natureza e de tudo o que está envolvido nos processos relacionados a esta cirurgia, em especial, as cicatrizes decorrentes de sua aplicação conseguem ser escondidas, de certa forma, no músculo que recebeu esta intervenção.

Com isso, ganha-se muito na questão estética dessa região, que passa a não apresentar marcas importantes que poderiam vir a evidenciar a realização deste procedimento. Esta realidade acaba por dar um aspecto mais natural ao crescimento desta região do corpo, que de certa forma, seria discutível se as marcas da cirurgia fossem mais “abertas” do que costumam ser.

Prótese de bíceps: complicações na cirurgia

Entretanto, não podemos omitir o fato de que, assim como ocorre em diversas outras cirurgias plásticas, na aplicação de uma prótese de bíceps, o paciente está sujeito a correr alguns tipos de riscos. Dentre estes, por sua recorrência, grau de periculosidade e relevância para a situação de cada paciente, podemos destacar:

Edema ou inchaço das mãos

Esta situação deve ser tratada com o uso de um modelador ou outros procedimentos tais como: massagem, repouso e tipoia para permanência na posição anatômica. Tal situação dolorosa e desconfortável pode vir a ocorrer por diferentes fatores, entre eles os problemas com a circulação sanguínea.

Deslocamento da prótese da sua posição

Assim como acontece com as próteses que venham a ser anexadas a outras partes do corpo, existe a possibilidade de ocorrer um deslocamento da prótese em relação a sua posição inicial.

Isso pode se dar por diversos motivos e razões como, por exemplo, a realização de um esforço físico indevido em um tempo de recuperação considerado como sendo inferior ao recomendado como ideal pelos especialistas da área de estética.

Abertura dos pontos

Assim como ocorre nas demais cirurgias plásticas, em alguns casos, principalmente nos que venham a envolver esforços físicos em um tempo inadequado ao fim do período de recuperação, pode ocorrer a abertura dos pontos.

Em situações como esta, deve-se procurar o responsável pela realização do procedimento e buscar, junto a ele, as melhores estratégias de solução deste problema.

Contudo, mesmo com a iminência de tais riscos à saúde dos pacientes, podemos dizer que tais situações desfavoráveis podem ser controladas quando tomadas algumas medidas importantes de características de prevenção e resguardo.

Para isso, necessita-se ter uma escolha criteriosa de um profissional que possa estar devidamente capacitado para diferentes situações, sendo capaz de solucionar questões relacionadas tanto com a realização do procedimento em si quanto na intervenção rápida e direta frente ao possível surgimento de incômodos problemas como os que foram citados acima.

Prótese de bíceps: cuidados no pré-operatório

Assim como ocorre com os demais procedimentos de características estéticas, para a realização de uma cirurgia de prótese de bíceps recomenda-se ter alguns cuidados no período anterior a sua realização. Entre eles, por sua importância para o êxito no decorrer desta forma de procedimento, podemos elencar:

Jejum

A prática do jejum em algumas horas antes do período de acontecimento da cirurgia auxilia, positivamente, na condução do procedimento em si. Isso porque, através deste método, evita-se maiores riscos durante sua realização.

Realização de exames laboratoriais

A realização de exames laboratoriais e preparatórios para a cirurgia pode ser decisiva para todo o processo, na medida em que é capaz de apontar possíveis problemas de ordem médica que possam vir a impedir a sua realização, garantindo assim a segurança e a integridade do paciente.

Conhecimento e conversas frequentes com o responsável

A busca pelo conhecimento e, mais ainda, pelo diálogo junto ao responsável pela condução do procedimento são táticas que podem vir a impactar diretamente no aumento da segurança e da tranquilidade no decorrer de todos os processos que venha a envolver esta cirurgia.

Prótese de bíceps: Resultado definitivo e cuidados no pós-operatório

Os resultados finais esperados com esta vertente de intervenção estética começam a aparecer em um período que gira em torno de aproximadamente três meses após a realização deste tipo de cirurgia.

Com relação à condução do período de pós-operatório, este é um momento especial que, por sua vez, requer algumas medidas de natureza preventiva voltadas a preservar a integridade física dos pacientes bem como facilitar a sua pronta recuperação, tais como, por exemplo:

Repouso

Este período de repouso deve compreender um espaço de tempo que dure, no mínimo, por aproximadamente sete dias. Tudo isso para que sejam observadas algumas condições mínimas para que o corpo do paciente possa se adaptar a esta nova realidade no qual foi submetido.

Esforço físico

Qualquer tipo de esforço físico, por menor que seja deve ser evitado, principalmente em ambientes como a academia nos primeiros sessenta dias após a realização da cirurgia.

A atenção a este prazo precisa ser observada para que, entre outras coisas, não exista espaço para o surgimento de demais problemas de ordem de saúde nos pacientes que passaram por esta experiência de aplicação de uma prótese na região do bíceps.

Atenção a retirada dos pontos

Da mesma forma, deve-se ter um certo respeito ao período de retirada dos pontos inseridos na cirurgia, que chega a ser entre sete a quatorze dias após a realização deste tipo de cirurgia plástica.

Neste sentido, vale ressaltar a importância deste tipo de trabalho de remoção ser feito junto a um profissional que seja de fato especializado, para que não ocorram outros tipos de problemas como acontece em casos de possíveis infecções ou demais falhas técnicas neste momento.

Alimentação balanceada

Como ocorre em outras áreas de nossa vida, a preocupação com a alimentação pode ser entendida como fundamental no processo de recuperação de qualquer tipo de intervenção cirúrgica e, com a cirurgia plástica de implantação de prótese de bíceps não se faz diferente.

A partir disso, buscar se alimentar bem durante o período de recuperação deste procedimento estético pode fazer com que o corpo do paciente venha a se desenvolver mais rapidamente, contribuindo assim para agilizar o término deste período posterior a sua realização.

Obediência às orientações médicas

De nada adiantaria se submeter a um procedimento estético de qualquer complexidade se, porventura, não viermos a obedecer todas as orientações dos especialistas que, com o seu trabalho, buscam desenvolver as melhores estratégias para a nossa pronta recuperação.

Neste sentido, buscar se adequar a esta nova realidade seguindo o que é passado por médicos especialistas pode representar uma forma de melhorar os resultados esperados com esta cirurgia.

Isso porque, com o seguimento destes passos definidos por profissionais pode-se chegar a situações favoráveis que, sem o seu devido acompanhamento, não seria possível alcançá-los.

Retorno constante ao médico

O retorno constante ao médico também pode vir a representar um fator importante dentro do processo de recuperação de um paciente, na medida em que possibilita criar uma situação de um acompanhamento especial das suas reais condições após ter se submetido a este tipo de procedimento de características estéticas.

Com este acompanhamento especializado e rotineiro, torna-se possível definir os próximos passos de todo o processo de recuperação, bem como conseguir também que se tenha a certeza do momento ideal de dar por concluído os cuidados com este procedimento a um determinado paciente.

Prótese na axila: evoluções encontradas com o tempo

Diante de todas as evoluções que presenciamos no ramo da estética, podemos dizer que a incisão da prótese na axila, junto à prega anterior, melhorou muito em relação às primeiras cicatrizes que eram realizadas na região longitudinal do braço em tempos não tão remotos.

Com o decorrer do tempo, a ausência de dissecção do plexo braquial ou nervos do braço, e posterior adaptação da prótese subfascial e não submuscular, fez com que fatores importantes em todo este processo como o tempo cirúrgico, a possibilidade de complicações e a segurança da cirurgia de prótese de bíceps evoluíssem de maneira significativa, sendo que isso acabou por repercutir no crescimento dos adeptos a este tipo de procedimento.

Para se ter uma ideia do tamanho desta evolução, no início adaptávamos próteses de panturrilha em torno de 19,8 centímetros na região subfascial do músculo bíceps do braço. Esta limitação do uso da prótese de panturrilha devia-se, entre outras coisas, à aparência não natural quando o paciente flexionava completamente o braço sobre o antebraço.

No cenário atual, solicitamos à fábrica de próteses de silicone, SILIMED, a produção de um modelo especial sob medida de prótese de bíceps de 15 centímetros. Isso, por sua vez, impacta diretamente no resultado final, que acaba sendo muito mais natural, possibilitando a realização de movimentos com o braço em diferentes posições, seja flexionado ou mesmo entendido.

Prótese de bíceps: importância do trabalho profissional

Como acontece em todas as áreas que nos envolvemos dentro de nosso cotidiano, a presença de um profissional que seja especializado contribui decisivamente para os resultados que pretendemos alcançar.

A partir disso, temos que, se o seu objetivo consiste na realização de um procedimento estético, seja ele de qual natureza ou complexidade for, contar com os serviços de um cirurgião plástico capaz de desenvolver as melhores estratégias para a sua realidade é uma opção por demais recomendada.

Aqui, com o Dr. Marco Cassol, você tem a segurança de estar sendo acompanhado (a) por um profissional de extrema capacidade técnica, com um conhecimento de diferentes vertentes da estética, que podem ser aplicados ao seu caso em especial.

Prótese de bíceps: relembrando pontos importantes

Como podemos perceber ao longo deste conteúdo, os pacientes que desejam realizar uma cirurgia para colocar uma prótese de bíceps almejam, em sua grande maioria, uma projeção mais volumosa desta região de seu braço.

Esta melhora por sua vez tem por objetivos incidir, principalmente, em questões como a potencialização de sua autoestima e consequente valorização da imagem pessoal.

Dentro disso, temos que em muitos casos, estes pacientes são frequentadores de ambientes como as academias e que buscam, com este tipo de procedimento estético, garantir um aspecto melhor definido deste local específico de seu corpo.

Contudo, vemos também que existem alguns cuidados que devem ser tomados principalmente nos momentos posteriores a submissão desta intervenção cirúrgica. Tais recomendações são prescritas para que, dentre outras coisas, a integridade do paciente possa ser considerada como uma prioridade e que, com isso, seja resguardada.

Considerações finais

Como conseguimos notar no decorrer deste texto, as cirurgias plásticas demandam um certo tempo de pronta recuperação de seus pacientes, bem como também o estabelecimento de estratégias voltadas a atender as expectativas e necessidades particulares de cada um destes.

Com o término deste material, esperamos que você possa ter entendido um pouco mais a respeito da cirurgia plástica de implante de prótese de bíceps, desde o seu funcionamento aos principais cuidados que devem ser tomados em cada etapa de sua realização.

Por fim, fica registrado aqui o convite para que você continue acessando o nosso blog e, com isso, possa ter mais conhecimento a respeito de alguns assuntos que são importantes e que estão diretamente relacionados com a realidade do segmento da estética e com as cirurgias plásticas como um todo.

 

Tire suas dúvidas ou agende uma consulta com
Dr. Marco Cassol

Compartilhe :

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Marco Cassol

Marco Cassol

Dr. Marco Cassol Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, tem mais de 15 anos de vivência na profissão. Após sua formação, desde 2006. CRM-SP 122955 / RQE 24987 Linkedin .

Artigos relacionados