Radiofrequência

Aparelho que gera energia e forte calor sobre as camadas mais profundas da pele (derme e o tecido subcutâneo, em torno de 60 graus) e mantém a camada mais superficial (epiderme) mais fria e protegida (em torno de 40 graus).

Esse efeito térmico ativa os fibroblastos que irão produzir novas fibras de colágeno e elastina. 

Estimula o metabolismo local provocando perda da gordura localizada e melhora a flacidez. Ocorre remodelação do tecido, melhora das rugas, estrias, linhas de expressão, cicatrizes de acne e, principalmente, revigora a elasticidade da pele.

Além de provocar uma grande melhora na face, apresenta excelentes resultados corporais, combatendo a flacidez de seios, braços, pernas, abdômen e glúteos. 

A principal indicação da radiofrequência é tratamento da flacidez localizada.

Sobre O Autor

Marco Cassol

Marco Cassol

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, tem mais de 15 anos de vivência na profissão. Após sua formação, desde 2006. CRM-SP 122955 / RQE 24987

Posts relacionados

Open chat
Deseja agendar uma consulta?