Mentoplastia: O que é e quais os seus benefícios?

A Mentoplastia, também conhecida como genioplastia, é um procedimento cirúrgico estético, que possui o objetivo de melhorar o contorno da mandíbula.

Algumas pessoas possuem o mento (parte inferior e média da face, queixo) e a mandíbula em uma projeção superior ou inferior ao comum, causando uma desproporção na face que pode causar incômodos estéticos ou até mesmo problemas na disposição física.

Nesses casos, a mentoplastia pode ser uma solução viável para o desconforto de ordem da desarmonia do rosto ou de ordem de disfunções advindos dessa condição.

Quais são as anomalias tratadas pela Mentoplastia?

resultados da mentoplastia

Existem três tipos de mentoplastia, ambas efetuam a restauração da estrutura do queixo, proporcionando harmonização e simetria à linha do rosto, principalmente em se tratando do perfil do/a paciente.

A mentoplastia – ou genioplastia – de aumento, como o próprio nome indica, aumenta a estrutura do queixo a fim de corrigir anomalias de Micrognatia (queixo retraído) como Hipomentonismo, Retrognatismo, Síndrome de Pierre Robin, Síndrome de Williams, entre outras condições de anormalidades congênitas da mandíbula. A mentoplastia – ou genioplastia – de redução do mento (osso do queixo), é indicada para pessoas com queixo proeminente por condições como Hipermentonismo, Prognatismo, dentre outras que podem ocasionar o queixo projetado para frente.

A mentoplastia para correção da simetria é indicada para pacientes que possuem os lados do queixo diferentes.

 No caso da insuficiência/má formação óssea do queixo, quer dizer, quando o queixo é menor que o tamanho habitual, além da assimetria do rosto que pode causar incômodo com a própria aparência e baixa autoestima, problemas de saúde também podem ser ocasionados por essa condição.

Podem ocorrer distúrbios relacionados à mastigação (portanto, à alimentação), má oclusão dos dentes e até problemas respiratórios, pois a passagem de ar pode ser comprimida e, por essa razão, aumentam as chances de obstruções respiratórias como a Síndrome da Apnéia e Hipopnéia do Sono Obstrutiva (SAHSO), que causa obstrução parcial das vias aéreas superiores durante o sono, podendo prejudicar muito o sono.

Já quando a mandíbula possui o crescimento excessivo, causando o queixo projetado para frente, também são comuns os incômodos estéticos e baixa autoestima pela assimetria do rosto, mas há outros problemas de ordem da saúde com a mastigação e, em alguns casos, dores faciais.

Como saber se você precisa da Mentoplastia?

Mentoplastia: O que é e quais os seus benefícios? 1

 O incômodo estético é suficiente para buscar pela Mentoplastia, mas se você tem interesse em saber se a cirurgia é recomendada para o seu caso ou se poderá auxiliar com sintomas relacionados à sua condição, busque um médico de sua confiança para fazer a avaliação da sua estrutura óssea e analisá-la em detrimento a olhos, nariz e boca para confirmar se há desarmonia entre as áreas da face.

Os profissionais aptos para realizar a Mentoplastia são cirurgiões plásticos, otorrinolaringologistas, cirurgiões dentistas especialistas em Buco-Maxilo-Facial ou cirurgiões de cabeça e pescoço que realizaram especialização na área.

Como buscar um profissional para a Mentoplastia?

Existem alguns procedimentos padrão para buscar um profissional responsável para qualquer cirurgia, são estes: verificar o registro do/a médico/a responsável no Conselho Federal de Medicina (CFM), em caso de cirurgias plásticas, se ele/ela é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e averiguar se o hospital/clínica possui creditação para realizar cirurgias de pequeno porte.

Como a Mentoplastia é um tipo de cirurgia que pode ser realizada por diferentes profissionais da área da saúde, o/a paciente tem a possibilidade de optar pelo profissional que ele/a se sinta mais confortável e/ou que já faça o acompanhamento do caso. É possível também buscar indicações de amigos ou pessoas de confiança para ter alguma base de por onde começar. Conhecer o cirurgião e a clínica pessoalmente também são formas válidas de avaliar a segurança para o procedimento futuro.

Qual o valor de uma mentoplastia?

O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) entendem que o valor de uma cirurgia plástica pode variar de acordo com diversas situações sociais, geográficas e econômicas o qual estão inseridas, portanto, não pode ser definido de modo leviano na internet.

De acordo com o Artigo 9° da CFM e da SBCP, “Nenhum associado da SBCP, nem mesmo a SBCP poderá divulgar preços e/ou condições de pagamento em internet, material publicitário ou imprensa leiga (rádio, televisão, jornais, revistas, etc.)”.

Em respeito ao código do CFM e da SBCP, recomendamos que busque pelos valores diretamente com as clínicas de seu interesse para a realização da cirurgia.

Quais são os exames necessários para a mentoplastia?

São necessários alguns exames prévios de imagem para observar a condição do maxilar do/a paciente e saber os detalhes do que será necessário corrigir no procedimento cirúrgico e outros para verificar a condição de saúde básica do paciente para a cirurgia, de modo a garantir a segurança durante a mentoplastia e uma boa recuperação.

Além do mais, o histórico odontológico do/a paciente é fundamental para identificar se apenas a mentoplastia é o suficiente para a correção da simetria do rosto ou se é necessária uma intervenção ortognática para alcançar outros resultados estéticos e de saúde. Os exames que podem ser solicitados pelo cirurgião são:

Tomografia computadorizada;

Teleradiografia;

Exames de sangue: Hemograma; Coagulograma; Glicemia em jejum, Dosagem de ureia e creatinina no sangue.

Quais são os cuidados pré-operatórios da Mentoplastia?

Evitar o uso de drogas ilícitas, bebidas alcóolicas e tabaco, por ao menos um mês antes da cirurgia;

Interromper o uso de medicamentos à base de ácido acetil salicílico e anticoagulantes 2 semanas antes do procedimento (sendo o tempo indicado pelo cirurgião);

Jejum total de sólidos e líquidos por oito horas antes da cirurgia;

Se atentar à higiene bucal antes do procedimento, principalmente no dia, podendo ser indicado pelo cirurgião pastas de dentes, enxaguantes bucais ou antissépticos ideais para o cuidado pré-operatório.

Esses cuidados básicos garantirão a segurança durante a cirurgia e uma boa recuperação e cicatrização da área.

Como a cirurgia é realizada?

como é feito a mentoplastia?

 A mentoplastia de aumento é uma cirurgia bastante simples e rápida, a anestesia utilizada costuma ser a anestesia local, podendo variar de acordo com a necessidade da intervenção cirúrgica do caso ou se o/a paciente optar por realizar outros procedimentos junto à mentoplastia.

A técnica utilizada na cirurgia irá diferir em cada caso, posto que há pacientes que necessitam apenas da correção estética do queixo e há os que precisam também da correção da mordida e/ou reposicionamento da mandíbula, ou seja, faz-se necessário unir a mentoplastia a outro procedimento. Se houver necessidade do/a paciente precisar apenas da mentoplastia, a cirurgia é realizada através um corte interno na boca (salvas exceções que exigem outros tipos de cortes externos), assim não deixa cicatrizes externas.

 O cirurgião irá colocar uma prótese no queixo do paciente, sendo que o tamanho da mesma visa a harmonização com demais áreas do rosto, o material da prótese pode variar entre próteses de silicone, prótese porex (fixada com 2 parafusos), enxerto de gordura do próprio paciente ou ácido hialurônico.

A prótese de silicone possui maior reincidência de incompatibilidade com o organismo, podendo ser rejeitada após a cirurgia; a prótese porex é biocompatível com o sistema ósseo e, por essa razão, oferece melhor resultado à mentoplastia; no caso do enxerto de gordura, embora seja 100% compatível com o corpo do/a paciente por ser retirado dele/a, os resultados da mentoplastia não são estáveis devido à absorção natural da gordura que ocorrerá no processo de recuperação, afetando a projeção do queixo posteriormente.

A prótese pode ser colocada apenas no queixo ou em outras extensões da mandíbula se necessário. O tempo da cirurgia pode variar entre 60 e 90 minutos e não exige internação.

Na mentoplastia de redução, a anestesia utilizada é comumente a geral, a incisão cirúrgica é feita na parte interna da boca, próxima aos dentes inferiores (como no caso da mentoplastia de aumento, o procedimento pode ser mais complexo em caso de mordida cruzada), uma faixa do osso é retirada e o mento é fixado ao resto do osso por pinos de titânio e miniplacas. A duração da cirurgia varia entre 2 e 3 horas.

Em caso de interesse do/a paciente e/ou em caso de recomendação médica para melhor assimetria do rosto, o/a paciente pode combinar a mentoplastia à rinoplastia, às vezes faz-se necessário para melhor harmonização do rosto.

Quais são os cuidados pós-operatórios da Mentoplastia?

Embora a mentoplastia seja um procedimento simples, alguns cuidados são necessários para uma boa recuperação e cicatrização da cirurgia, os principais são:

Seguir assiduamente os horários dos medicamentos analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios prescritos pelo cirurgião;

Evitar dormir sobre a mandíbula na primeira semana;

Se manter em repouso por ao menos 7 dias após a cirurgia e evitar atividades agitadas de trabalho, exercício ou recreação por 30 dias;

Não consumir alimentos duros e/ou de difícil mastigação; optar por alimentos macios;

Evitar exposição ao sol;

Manter os cuidados acirrados com a higiene bucal; evitar pastas de dentes com componentes de clareamento dental por cerca de duas semanas,

Os resultados da mentoplastia poderão ter o seu primeiro vislumbre após cerca de 1 mês após a cirurgia, mas ainda pode haver algum inchaço ou coloração roxeada, o resultado definitivo da nova forma do queixo e da proporção do rosto poderá ser melhor vista com cerca de 2 a 4 meses do procedimento cirúrgico.

Tire suas dúvidas ou agende uma consulta com
Dr. Marco Cassol

Compartilhe :

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Marco Cassol

Marco Cassol

Dr. Marco Cassol Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, tem mais de 15 anos de vivência na profissão. Após sua formação, desde 2006. CRM-SP 122955 / RQE 24987 Linkedin .

Artigos relacionados