Lipoescultura: entenda o que é e quais as diferenças entre ela e a Lipoaspiração.↓

Lipoescultura: Tudo que você precisa saber

Confira abaixo um vídeo resumido, onde o Dr Marco Cassol fala sobre a diferença entre lipoescultura e lipoaspiração lá do seu canal no YouTube:

            A Lipoescultura não é próxima à lipoaspiração apenas no nome, mas também no procedimento cirúrgico, que consiste na retirada do excesso de gordura de áreas selecionadas pelo/a paciente, contudo, na lipoescultura, a gordura removida é realocada em outro local do corpo para delineação de uma parte específica.

            Nesse sentido, assim como na lipoaspiração, pode ser retirada gordura da barriga, coxas, flancos, culote, costas e/ou braços, mas na lipoescultura o/a paciente pode optar por utilizar a gorduras em áreas como lábios, sulcos do rosto (também conhecido como lipofilling), coxas, glúteos e panturrilhas e, até mesmo, enxerto de gordura das mamas (Lipoenxertia), que auxilia mulheres com relação a alguns incômodos com os seios, mesmo as que já possuem prótese de silicone.

O objetivo do reposicionamento da gordura é melhorar os contornos do corpo, como se o cirurgião de fato esculpisse o corpo como uma escultura, se atentando aos menores detalhes, visando a satisfação e autoestima do/a paciente.

Como procurar um cirurgião para a Lipoescultura?

            O cirurgião responsável por realizar a lipoescultura, terá um peso fundamental para os resultados da cirurgia, por essa razão, a escolha do profissional que realizará os procedimentos é de extrema importância. Toda e qualquer cirurgia, por menor que seja, envolve riscos, logo, quando falamos sobre a escolha de um médico para uma cirurgia plástica, não estamos falando apenas de estética, mas também de saúde e bem-estar em diferentes níveis.

Uma cirurgia mal realizada ou mal efetivada em condições de higiene precária pode causar deformações na área operada (causando problemas com a autoestima que podem levar à depressão), problemas de saúde e, em piores casos, a morte.

            Nesse sentido, tanto o cirurgião quanto a clínica devem ser criteriosamente pesquisados. Sua saúde e sua vida deve estar acima da estética em se tratando de ofertas de clínicas clandestinas que a colocarão em risco iminente.

Assim, promoções assombrosas exigem atenção, busque pelo registro do cirurgião no Conselho Federal de Medicina (CFM) e se informe se o mesmo é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), também faz-se necessário verificar se o hospital/clínica possui creditação para realizar cirurgias de médio porte.

            Apesar de certas clínicas exigirem um olhar mais atento, todas devem despertar sua desconfiança até que haja a confirmação da segurança do local e do cirurgião. Buscar por processos sofridos pela clínica e/ou pelo cirurgião é também uma ótima forma de descobrir o nível de confiabilidade de ambos.

Por fim, buscar a indicação de amigos/as e conhecidos/as, que já realizaram determinadas cirurgias plásticas, é uma excelente forma de chegar mais rapidamente a clínicas de confiança (sem deixar de lado os tópicos já citados).

Qual a média de valor da Lipoescultura?

mulher pensando no valor

            O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) entendem que o valor de uma cirurgia plástica pode variar de acordo com diversas situações sociais, geográficas e econômicas o qual estão inseridas, portanto, não pode ser definido de modo leviano na internet.

De acordo com o Artigo 9° da CFM e da SBCP, “Nenhum associado da SBCP, nem mesmo a SBCP poderá divulgar preços e/ou condições de pagamento em internet, material publicitário ou imprensa leiga (rádio, televisão, jornais, revistas, etc.)”. Em respeito ao código do CFM e da SBCP, recomendamos que busque pelos valores diretamente com as clínicas de seu interesse para a realização da cirurgia.

A quem é indicada a Lipoescultura?

  • Pessoas que se incomodam com a gordura localizada em algumas áreas como barriga, coxas, braços, papada, cintura, costas, culote, parte medial do joelho e axila;
  • Pacientes que perderam grande quantidade de peso e mantêm depósitos de gordura que não são eliminados por meio de exercícios físicos e dietas;
  • Pessoas magras que buscam remodelar o corpo para alcançar um padrão corporal mais bem delineado (a cirurgia pode/deve ser mediada a outros procedimentos como a abdominoplastia, redução ou aumento das mamas etc.);
  • Pacientes que querem combater a flacidez e eliminar gordura localizada;
  • Pacientes que visam a lipoaspiração com enfoque no preenchimento de outras áreas como lábios, rosto ou dar um ar mais natural às próteses mamárias de silicone.
  • Pacientes que desejam simplesmente aumentar o bumbum.

Quais são os exames necessários para realização da Lipoescultura?

exames lipoaspiração

            Inicialmente, o cirurgião irá avaliar as condições do/a paciente para passar pelo procedimento cirúrgico, isso envolve as condições de saúde, remédios controlados utilizados, exames e preparação. Para verificar a segurança do procedimento para o próprio paciente, o médico fará o pedido dos exames:

  • Exames de sangue: Hemograma; Coagulograma; Glicemia em jejum, Dosagem de ureia e creatinina no sangue.
  • Exames cardíacos: Eletrocardiograma (ou EGG);

            Em caso de algum problema de saúde ou doenças específicas, o médico pode solicitar alguns exames extras para aferir os cuidados pré e pós-operatório necessários, de modo a garantir a segurança durante e a cirurgia e uma boa recuperação. Os resultados dos exames não necessariamente barrarão a possibilidade da cirurgia, mas definirão quais serão as taxas que o paciente deverá melhorar até a data do procedimento (por exemplo dos pacientes com diabetes) e a que sinais o cirurgião deverá se atentar durante a lipoescultura.

Quais são os cuidados pré-operatórios?

            Após os passos citados nos tópicos anteriores, quer dizer, a verificação do estado de saúde do paciente, a delimitação das áreas de necessidade de sucção e de preenchimento e a escolha da data a ser realizada, o próximo passo são os cuidados pré-operatórios.

A dieta é o primeiro passo para os cuidados preparatórios para a Lipoaspiração, uma possibilidade é que o médico indique a dieta sem farinha de trigo e sem açúcar por volta de dois dias antes da cirurgia e 8 horas antes do procedimento cirúrgico, seja feito um jejum completo.

Se entre 4-5 dias antes da lipoescultura, o paciente apresentar gripe, resfriado ou outros tipos de indisposição médica é necessário que o cirurgião seja notificado com antecedência, uma vez que pode oferecer complicações na cirurgia ou na recuperação. Não pode operar se estiver com febre.

            Além disso, também devem ser evitados, por ao menos um mês antes da cirurgia, entorpecentes de todos os tipos, drogas ilícitas, álcool e tabagismo, bem como suspensão de medicamentos com ação anticoagulante AAS ou outros (exceto em caso de recomendação do cirurgião). Faz-se necessário também não utilizar qualquer cosmético, joia ou bijuteria no dia da cirurgia.

Como é realizada a Lipoescultura?

            As áreas de remoção da gordura localizada, bem como as áreas de preenchimento, serão acordadas previamente nos primeiros contatos entre o paciente e o cirurgião, sendo que, o máximo de gordura a ser retirado é 7% do peso do paciente, cerca de 30% da superfície corporal pode ser eliminada com segurança, acima dessas porcentagens, a segurança da cirurgia pode ser comprometida.

            O cirurgião fará as marcações na pele, traçando as áreas de eliminação de gordura, após essa etapa, a anestesia dá seguimento ao procedimento. Na lipoescultura, a anestesia mais comumente utilizada é a combinação da anestesia geral e da anestesia peridural, em caso de remoção da gordura do abdômen, coxas e braços. No entanto, em caso de áreas menores ou menor extração de gordura, pode ser utilizada a anestesia local ou somente a peridural. Em seguida:

  • É introduzida a anestesia e o soro na pele, para tal são feitos pequenos buracos (imperceptíveis) na pele, com o intuito de evitar o sangramento e facilitar a saída da gordura;
  • Através de um tubo fino inserido sob a pele, o cirurgião irá aspirar o excesso de gordura, visando sempre o limite seguro do corpo;
  • Retirada a gordura das áreas selecionadas, a gordura será isolada do sangue através de um aparelho especial;
  • Após a separação da gordura do sangue, a gordura limpa será introduzida no novo local escolhido pelo paciente para aumento ou modelação.

            O tempo de cirurgia pode variar de acordo os locais escolhidos para retirada e inserção da gordura, a média é de 1 a 3 horas, podendo ser maior em consonância com outros procedimentos combinados. O tempo de internação no hospital, exceto em caso de complicações, é de 24 horas.

Há riscos na Lipoescultura?

            Qualquer modalidade de cirurgia oferece riscos ao paciente, sendo estes hematomas e machas roxas, acúmulo de líquido, abertura dos pontos, infecção, trombose, cicatrizes deformadas e diminuição da sensibilidade. Contudo os exames previamente solicitados pelo médico cirurgião buscam amenizar esses ricos. O risco extra aos comuns, sendo este bastante raro, é a perfuração dos órgãos.

            Ademais, em caso de pacientes fumantes com pele flácida, os riscos de irregularidades na pele e aumento da flacidez, necrose de pele por deficiência circulatória, são potencializados. Ressaltamos que todos esses riscos são reduzidos pela escolha de um bom profissional, higiene do local e cuidados diligentes no pré e pós-operatório.

Quais são os cuidados no pós-operatório da Lipoescultura?

Lipoescultura: entenda o que é e quais as diferenças entre ela e a Lipoaspiração.↓ 1

            Durante a recuperação, nos primeiros momentos (dias) após a cirurgia é normal a região apresentar dor e inchaço, que deverão ser combatidos através dos medicamentos indicados (antibióticos e analgésico) pelo cirurgião de forma regular, nos horários exatos.

            O paciente que realizar a lipoescultura deve evitar utilizar a cinta e as meias cirúrgicas de forma contínua por 3 dias, durante o dia e à noite. O paciente pode tomar banho da forma típica, deverá tirar os curativos com cuidado se ficarem úmidos, utilizar a pomada ou antisséptico indicado pelo médico e utilizar micropore sob os pontos, em consonância com as exigências de seu médico.

            As drenagens devem começar o mais precoce possível. Os pontos serão retirados após 8 dias, mas o paciente deverá usar a cinta por pelo menos 30 dias. Também é recomendado que, a princípio, o paciente caminhe ao menos duas vezes no dia por cerca de 10 minutos, de forma mais devagar nos primeiros 7 dias após a cirurgia, posteriormente, o tempo de caminhada deve ser aumentado de forma gradativa.

            Assim como no pré-operatório, a alimentação é fundamental no pós-operatório, a recuperação pode ser acelerada ou retardada pela dieta do paciente, recomenda-se o consumo de muito líquido, se manter hidratado/a auxiliará o seu corpo a eliminar as toxinas da anestesia.

Além do mais, alimentos como farinha e açúcar devem ser evitados devido ao inchaço e inflamação ocasionados por esses alimentos, por outro lado, o consumo de ferro (vegetais de folhas verdes) deve aumentar para repor a perda ocorrida pela eliminação do sangue na lipoaspiração.

Quais são os resultados alcançados com a Lipoaspiração?

            Como todos os quadros relacionados às particularidades do corpo humano em uma cirurgia, os resultados se alteram de acordo com o volume aspirado, tal como da área, apesar disso, em uma média de 7 dias o paciente começará a voltar a sua rotina. O inchaço (edemas) e as manchas roxas (chamadas equimoses) duram entre 15 e 20 dias, podendo ser menor ou maior para cada paciente.

            Logo após a cirurgia, o paciente já verá algum resultado, mas o inchaço atrapalhará um bom vislumbre dos efeitos estéticos da lipoescultura. Somente com 1 mês será mais notável a silhueta mais delineada e alguma perda de peso (devido à remoção de gordura e da dieta mais leve no pós-operatório que pode auxiliar com alguma redução de peso).

Contudo, somente após 6 meses após a realização da lipoescultura serão mais notáveis os resultados definitivos como o corpo bem definido e regiões mais contornadas. Além do mais, a Lipoaspiração e a enxertia quase não deixam cicatrizes visíveis, posto que as incisões são feitas em lugares estratégicos.

Tire suas dúvidas ou agende uma consulta com
Dr. Marco Cassol

Compartilhe :

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Marco Cassol

Marco Cassol

Dr. Marco Cassol Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, tem mais de 15 anos de vivência na profissão. Após sua formação, desde 2006. CRM-SP 122955 / RQE 24987 Linkedin .

Artigos relacionados