Ritidoplastia ou Cirurgia das Rugas da Face

Será que realmente sabemos o que venha a ser uma Ritidoplastia ou cirurgia das rugas da face? Temos o conhecimento sobre as principais vantagens que estão associadas a este tipo de cirurgia plástica?

Muitas são as pessoas que, por conta da sua insatisfação com o estado de sua face tomada pelo surgimento das rugas, acabam tendo nesta opção de procedimento estético uma esperança de melhorar pontos importantes de sua vida, como a sua autoestima.

Mas, se você ainda não tem grandes conhecimentos à respeito desta forma de intervenção cirúrgica, não existem maiores problemas. Com este material, você será capaz de identificar as principais razões que podem levar um paciente a se decidir por fazer uma Ritidoplastia, bem como entender como ela pode ser benéfica para chegar a uma sensação de bem estar consigo mesmo.

Ritidoplastia: o que é e para quem é indicada?

A Ritidoplastia é um tipo de cirurgia eficaz no processo de rejuvenescimento da pele, sendo indicada para aquelas pessoas que possuem uma idade mais avançada ou mesmo um grande envelhecimento facial decorrente da grande e excessiva exposição aos raios solares de maneira precoce.

Esta cirurgia, quando associada a tratamentos específicos da pele que utilizam produtos como por exemplo o Laser CO2 e protetor solar, é capaz de promover uma realidade na qual o envelhecimento da pele acaba sendo postergado.

Tal procedimento promove mudanças consideráveis nos contornos faciais de um paciente, tais como: correção da flacidez, das rugas e reposicionamento das estruturas da face. O fundamental nessa cirurgia é conseguir ter uma realidade na qual se consiga recuperar uma aparência mais jovem, porém com uma expressão suave e natural.

Neste sentido, a realização do Botox definitivo, também conhecida como miectomia do músculo orbicular dos olhos têm por objetivo proporcionar um resultado natural e permanente, sendo quase uma rotina nas nossas cirurgias de face.

As incisões para essa cirurgia consistem na ação de realizar um contorno tanto na região anterior quanto na região posterior da orelha. Em nossa clínica, nós usamos descoladores especiais para a cirurgia de face que dão muita segurança no pós operatório, com resultados naturais, pouco inchaço e pronta recuperação.

Ritidoplastia: possível repetição do procedimento

Dependendo de fatores externos como a pele, os cuidados após a cirurgia e os hábitos de vida, o resultado de um lifting facial dura, em média de cinco a dez anos. Sendo assim, após esse período pode-se repetir este tipo de procedimento sem demais problemas de ordem médica.

Isso ocorre porque, devido ao fato de ser um procedimento estético onde não se tem uma grande complexidade, a sua repetição não impacta nos trabalhos que já foram realizados em um primeiro momento.

Ritidoplastia: tipo de anestesia e tempo de internação

Por conta das suas características particulares de funcionamento e aplicação, para se fazer uma cirurgia plástica com estas dimensões geralmente usa-se a anestesia do tipo local com sedação.

No que diz respeito ao tempo de internação para a realização deste tipo de procedimento estético, este gira em torno de aproximadamente doze horas.

Ritidoplastia: principais vantagens de sua realização

Quando se decide pela realização de uma cirurgia plástica tal como a Ritidoplastia, automaticamente têm-se acesso a uma grande quantidade de benefícios.

No entanto, como forma de compreender como estes podem ser decisivos nos resultados esperados com esta cirurgia, podemos elencar as seguintes vantagens:

Rejuvenescimento da expressão facial

Como já dissemos, esse é um dos principais objetivos desta cirurgia plástica em especial. A partir disso, podemos considerar que a sua realização é capaz de dar um contorno mais jovial da face de quem se submete a este tipo de procedimento estético.

Isso, por sua vez, acaba fazendo com que os pacientes tenham reduzidos os efeitos naturais do avanço de sua idade.

Aumento da autoestima

Ao serem capazes de se sentirem mais jovens, os pacientes deste tipo de cirurgia conseguem, por consequência, ter um aumento em sua autoestima. Esta realidade torna-se possível, entre outras coisas, por conta do fato de se chegar a resultados expressivos que tendem a dar uma impressão de idade mais reduzida.

Valorização da imagem pessoal

A partir do momento em que estas pessoas passam a reconhecer a melhora em sua aparência física e, com isso, aproveitar os resultados que podem ser obtidos com esta cirurgia estética, chega-se a uma situação na qual cresce o sentimento de satisfação com a sua nova estética facial.

Ritidoplastia: possíveis complicações

Os casos onde se apresentam complicações na Ritidoplastia podem ser considerados como sendo raros, porém, os pacientes que se submetem a ela podem estar sujeitos a passar por elas. Dentre estas, podem ser citadas:

Hematomas

Como ocorre em diversos tipos de cirurgias, existe a grande possibilidade do surgimento de hematomas na região que foi submetida à operação, no caso da Ritidoplastia, a face dos pacientes.

Infecção

De modo semelhante ao que acontece nos casos de hematomas, quando se realiza um procedimento desta natureza também corre-se o risco de, assim como em outras situações de procedimentos cirúrgicos, ocorrer infecções na região operada.

Necrose de pele

Ocorrendo principalmente no caso de pacientes que são fumantes, este tipo de problema causa entre outras coisas a “morte” dos tecidos do corpo que estão associados a pele, muito em partes pela deficiência na continuidade de abastecimento da circulação sanguínea nesta região.  

Ritidoplastia: resultado definitivo e pós-operatório

O resultado definitivo deste procedimento de estética pode ser visto e alcançado dentro de um período de três meses. Neste sentido, é importante lembrar que, o curativo envolve toda a cabeça do paciente e será, por sua vez, removido no primeiro dia do período de pós-operatório.

Logo após a cirurgia de Ritidoplastia, há formação de edema e equimose, também expressas pelas manchas roxas.  Na primeira semana é comum o rosto se apresentar mais inchado pela manhã, melhorando no decorrer do dia.

Entretanto, o inchaço da face diminui naturalmente em uma semana e, no caso dos olhos decorridas duas semanas, quando o paciente já tem uma aparência próxima ao normal.

As manchas roxas vão se tornando amarelo-esverdeadas até desaparecerem. Em certos casos, ocorrem pequenos derrames na conjuntiva do globo ocular (região do branco do olho) que se torna arroxeado e desaparece, da mesma forma, em pouco tempo.

Ritidoplastia: cuidados no pré-operatório

Por se tratar de um procedimento de natureza cirúrgica, para a submissão à Ritidoplastia também são recomendados alguns cuidados no período que antecede a sua realização, com o objetivo de principalmente fazer com que possíveis empecilhos a sua realização possam ser detectados em um tempo suficientemente razoável e seguro.

Contudo, para facilitar a compreensão sobre a importância deste tipo de cuidado consigo mesmo antes de se submeter a esta modalidade de intervenção estética, podemos citar:

  •  Bateria de exames médicos e laboratoriais: a junção destes exames é importante para detectar o surgimento de algum problema que venha a impedir a realização do procedimentos, tais como doenças ou mesmo possíveis alterações cardíacas;
  •  Suspensão do consumo de bebidas alcoólicas e cigarros: esta medida busca, de maneira especial, melhorar a circulação do sangue para a cirurgia em si, evitando que possam surgir problemas mais graves como sangramentos de maior complexidade no momento do procedimento;
  • Tenha uma alimentação balanceada: contar com uma alimentação que seja saudável pode repercutir também para o sucesso do procedimento. Isso ocorre entre ouras coisas porque, na medida em que são respeitados o consumo de nutrientes, estes podem impactar na resposta do corpo a realização das cirurgias plásticas como um todo;
  • Conversa com o médico: nesta hora, o sincero diálogo com o profissional responsável pela condução deste processo mostra-se como sendo algo fundamental, uma vez que por esta conversa será possível delimitar quais serão os passos a serem seguidos para se chegar a um resultado considerado como satisfatório.

Ritidoplastia: cuidados no pós-operatório

Da mesma forma, assim como acontece nas demais cirurgias plásticas, para que se chegue aos resultados pretendidos com este procedimento, é preciso que se tomem algumas medidas de natureza preventiva.

Entretanto, por conta de seu impacto na vida dos pacientes e também como forma de facilitar a compreensão sobre este assunto, podemos citar os seguintes cuidados neste período:

Proteção de pele

Durante este processo de recuperação desta cirurgia em especial, precisa-se garantir a proteção da pele com produtos que tenham por característica promover este cenário de cuidado, tais como acontece nos casos onde necessita-se fazer o uso do bloqueador solar de FPS 30 ou superior, sendo que sua aplicação deve ocorrer de maneira diária e contínua.

Este tipo de medida preventiva deve ser tomada considerando-se a fragilidade desta região de nosso corpo que, com a realização deste tipo de procedimento, deve ser prioritariamente resguardada do contato direto junto a fatores naturais como o sol ou mesmo do contato com outros produtos que possam vir a danificar a sua estrutura física.  

Evitar exposição ao sol e ao calor

A exposição ao sol deve ser realizada somente após terem sido decorridos cerca de sessenta dias da cirurgia. Tudo isso porque, assim como acontece com outras partes do corpo nas quais são realizadas cirurgias plásticas, este período de resguardo é fundamental para a pronta recuperação dos pacientes que passam pela experiência da Ritidoplastia.

Da mesma forma, o uso de itens e demais aparelhos como o secador de cabelo que contem com algumas funcionalidades tais como, por exemplo, o ar quente em grandes temperaturas deve ser realizado somente após terem passados os trinta primeiros dias da realização desta intervenção.

Evitar direção veicular

Dentro do período de pós operatório, não recomenda-se ser responsável pela direção de qualquer porte de veículo enquanto você vier a apresentar algum tipo de edema palpebral.

Este cuidado deve ser respeitado para que, por exemplo, os problemas como a falha na percepção visual não possam atrapalhar a já complicada tarefa de se garantir uma certa segurança no trânsito.

Neste sentido, optar pelo afastamento da condução de veículos por este período se mostra como sendo uma ação bastante pertinente e recomendada, pois faz com que tenhamos mais respeito com a nossa realidade e com a segurança e preservação da vida de terceiros.

Cuidados com a saúde da pele e do corpo

Com o mesmo objetivo de preservar a região que foi submetida a este tipo de procedimento estético, não recomenda-se fumar por duas semanas após a conclusão da cirurgia.

Do mesmo modo, recomenda-se que não se pratique esportes ou quaisquer outras atividades de caráter físico que demandem um maior esforço por um tempo estimado de no mínimo quatro semanas depois de passar por esta cirurgia.

Por assim dizer, então, vale ressaltar também o importante fato de que não se aconselha fazer outras atividades que envolvam a melhora na aparência visual, como acontece nas situações onde se pretende realizar a ação de tingir ou descolorir o cabelo nas três semanas subsequentes à este tipo de cirurgia estética.

Acompanhamento frequente com o médico

Por fim, não podemos omitir o fato da relevância que o acompanhamento junto ao responsável pelo procedimento têm para a resolução de quaisquer imprevistos, bem como para a certificação de que os resultados pretendidos com a sua realização estão sendo progressivamente alcançados.

Sendo assim, buscar sempre por uma avaliação de modo frequente com o seu médico pode ser uma ação capaz de potencializar os resultados esperados, pois por meio deste tipo de controle é possível fazer com que a recuperação de um paciente esteja de acordo com o que foi previsto.

Isso consequentemente repercute diretamente para a criação de um cenário positivo, onde passamos a ter uma real noção de como o nosso corpo pode estar reagindo a este tipo de cirurgia estética. 

A partir disso, em casos de existir algumas intercorrências no processo de recuperação, será mais fácil e prático estabelecer novos parâmetros dentro do tratamento a cada paciente em especial.

Ritidoplastia: importância do trabalho profissional

Assim como deve ocorrer em muitas situações as quais nos envolvemos durante o nosso cotidiano, a busca pelo suporte profissional mostra-se como sendo uma atitude bastante recomendada, principalmente quando pensamos em não corrermos riscos que sejam inesperados e inconvenientes.

Desta forma, a seleção criteriosa do responsável pela condução deste tipo de cirurgia estética é essencial para que se consiga obter o que de melhor pode ser encontrado com a sua realização.

Esta atenção na escolha deste especialista da área estética deve acontecer também porque, por se tratar de uma região bastante sensível do nosso corpo, possíveis erros na realização desta cirurgia além de grandes riscos podem trazer consigo algumas consequências de natureza irreversível, como marcas e cicatrizes decorrentes de possíveis erros durante o procedimento.

Aqui, com o Dr. Marco Cassol, você tem a segurança de estar sendo apoiado (a) por um profissional com extrema capacidade técnica, capaz de proporcionar a segurança necessária para a realização de diversos procedimentos e intervenções estéticas de diferentes complexidades.

Ritidoplastia: relembrando alguns pontos importantes

Como podemos notar ao longo de todo este post, a Ritidoplastia é um procedimento cirúrgico que busca, entre outras coisas, alterar os traços faciais dos pacientes que optam por sua submissão, dando um aspecto mais jovial a sua estética facial.

De igual modo, como relatamos neste material, os benefícios desta vertente de cirurgia plástica são capazes de proporcionar uma nova realidade a seus pacientes, que passam a ter novas perspectivas e, com isso, conseguem ter certo ânimo para resolver outras questões de vida justamente por estarem satisfeitos consigo mesmo.

Contudo, para que os resultados esperados possam ser de fato alcançados, é preciso que se tenham alguns cuidados tanto no momento anterior quanto no momento posterior a sua submissão, indo de cuidados como a realização de alguns exames, passando por pontos importantes como o respeito a todas as orientações de natureza médica que porventura forem repassadas.

Considerações finais

Como podemos perceber, vimos com este texto que apesar de ser bastante seguro, assim como acontece em outras situações, o procedimento da Ritidoplastia não está imune à existência de alguns riscos, principalmente no período que compreende a fase posterior de sua aplicação.

Porém, estes problemas e incômodos podem ser significativamente reduzidos quando somos acompanhados por um profissional da área de estética que, com o seu trabalho e atividade seja capaz de delimitar os passos a serem seguidos para que estes problemas não interfiram na realidade de cada paciente.

Por fim, com o término deste conteúdo, esperamos que você possa ter compreendido um pouco mais sobre o funcionamento deste modelo de cirurgia plástica, bem como tenha entendido também sobre a importância que os seus resultados podem trazer para as pessoas que optam pela sua realização.

Leia mais sobre no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Tire suas dúvidas ou agende uma consulta com
Dr. Marco Cassol

Compartilhe :

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Marco Cassol

Marco Cassol

Dr. Marco Cassol Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, tem mais de 15 anos de vivência na profissão. Após sua formação, desde 2006. CRM-SP 122955 / RQE 24987 Linkedin .

Artigos relacionados