Lipoaspiração masculina: descubra as vantagens e possibilidades

A lipoaspiração é uma das queridinhas das cirurgias plásticas entre as mulheres, é também a cirurgia plástica mais realizada no mundo, mas quando falamos em lipoaspiração, raramente é citada a viabilidade desse procedimento para os homens. Embora seja uma cirurgia muito comum no universo feminino, a lipoaspiração também oferece diversos benefícios aos homens.

            Há particularidades entre a lipoaspiração feminina e masculina, que tornam diferentes alguns pequenas distinções que exigem algumas alterações no procedimento, que em nada afetam o alcance do resultado buscado pelo paciente, como explicaremos adiante.

Quando um homem pode buscar pela lipoaspiração masculina?

homem com duvida de braços abertos

            Embora a lipoaspiração seja mais lembrada quando falamos sobre a estética feminina, o homem moderno também tem sofrido cobranças quanto à forma de seu corpo: um abdômen definido, braços firmes, músculos definidos, pernas bem delineadas, glúteos firmes… Pois é, também existe um padrão de beleza masculina. Academia, exercícios, lutas, dietas, shakes e anabolizantes tem tido buscas significativas, portanto, se tornaram mercados lucrativos pela busca desse ideal imagético. Quem não quer ter um corpo definido, desejável?

            O problema é que alguns corpos mantêm certas reservas de gordura, mesmo após rotinas rígidas de exercícios e dietas. Nesse momento é quando a lipoaspiração masculina é recomendada, se você estiver no seu peso ideal, de acordo com o IMC, ou próximo a ele e não consegue eliminar a gordura abdominal restante ou aqueles famosos “pneuzinhos” que insistem em permanecer na lateral. Isso também pode ser ocasionado pela idade, homens que nunca tiveram problemas com reserva de gordura em determinadas áreas podem passar gordura localizada no abdômen, laterais do corpo ou pescoço, com o avanço da idade.

A Lipoaspiração masculina não é recomendada para homens que estão muito acima do peso ideal ou com sobrepeso, também não é indicada para homens que desenvolvem a popularmente conhecida barriga de chopp, a cirurgia não é capaz de remover toda a gordura de uma área tão extensa, é, então, indicada para homens que já estão em forma e gostariam de melhorar o contorno corporal.

            As zonas de foco da Lipoaspiração masculina são a região abdômen, costas, braços, coxas, flancos e joelho. O procedimento garante o melhor visual dessas áreas, o contorno e melhora o aspecto da pele ocasionada pela flacidez causada pela gordura, além de tornar os músculos mais evidentes. Logo, a cirurgia é indicada a homens que já estejam em forma e buscam aperfeiçoar os contornos corporais e eliminar pequenas “pochetes” de gordura insistentes.

Como procurar um/a bom/a médico/a para a lipoaspiração masculina?

homem usando lupa

            A lipoaspiração masculina é um procedimento delicado por  se tratar de uma cirurgia delicada e invasiva, mas não perigosa propriamente dita, não mais do que a maioria das cirurgias realizadas, ou seja, há riscos como hematoma e manchas roxas, acúmulo de líquido, abertura dos pontos, infecção, hemorragia, trombose, cicatrizes deformadas e perda ou diminuição da sensibilidade na área. Esses riscos são minimizados pelos exames requeridos, como exibiremos a seguir. O único risco extra a outras cirurgias é a perfuração de órgãos, mas as técnicas se aprimoraram muito e é raríssimo isso acontecer, mais raro, na verdade, do que os demais riscos.

            De qualquer forma, o que era diminuir consideravelmente todos esses riscos é a escolha do profissional para realização da lipoaspiração.  É essencial buscar um cirurgião responsável e experiente. Esse médico irá verificar todas as condições do paciente e usar a ética e a responsabilidade profissional, assim, em caso de riscos na cirurgia, apontará os riscos possíveis da cirurgia e se paciente realmente tem as condições necessárias para passar pela cirurgia.

            Para checar a confiabilidade do cirurgião é necessário verificar o registro no Conselho Federal de Medicina (CFM), se ele/ela é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e averiguar se o hospital/clínica possui creditação para realizar cirurgias de médio porte. Buscar indicações de amigos ou pessoas de confiança auxilia muito no processo. Também é necessário, após saber sobre o cirurgião através da internet ou propagandas, conversar pessoalmente com o cirurgião para conhecer a clínica, ver as condições de higiene do local e para que ele explique melhor sobre o procedimento e fale um pouco sobre a sua trajetória enquanto médico cirurgião, estas também são formas se sentir mais seguro com relação ao procedimento.

Qual o valor de uma lipoaspiração masculina?

Como sempre repetimos em nossos artigos, O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) entendem que o valor de uma cirurgia plástica pode variar de acordo com diversas situações sociais, geográficas e econômicas o qual estão inseridas, portanto, não pode ser definido de modo leviano na internet. De acordo com o Artigo 9° da CFM e da SBCP, “Nenhum associado da SBCP, nem mesmo a SBCP poderá divulgar preços e/ou condições de pagamento em internet, material publicitário ou imprensa leiga (rádio, televisão, jornais, revistas, etc.)”. Em respeito ao código do CFM e da SBCP, recomendamos que busque pelos valores diretamente com as clínicas de seu interesse para a realização da cirurgia.

Quais são os exames necessários para a lipoaspiração masculina?

            Os exames exigidos pelo/a cirurgião é para não colocar a vida do paciente em risco, evitar complicações no decorrer da cirurgia e garantir uma boa recuperação e cicatrização. Esses exames pré-operatórios são:

  • Exames de sangue: Hemograma; Coagulograma; Glicemia em jejum, Dosagem de ureia e creatinina no sangue e Dosagem de anticorpos;
  • Exames cardíacos: Eletrocardiograma (ou EGG);
  • Exame de Imagem: possuem o objetivo de avaliar a região em que a cirurgia será realizada e analisar a integridade dos órgãos, na Lipoaspiração masculina o exame requerido é a ultrassonografia de abdômen total e da parede abdominal;
  • Exame de urina: EAS e Urocultura.
  • Doppler das pernas.

Quais são os cuidados pré-operatórios?

            Após a conversa prévia com a/o cirurgiã/o sobre as áreas de incômodo (abdômen, costas, laterais etc.), os objetivos e possíveis resultados, o médico irá solicitar os exames supracitados, podendo, ainda, solicitar exames extras em casos específicos de problemas de saúde do paciente. Encerrada essas primeiras etapas, será marcada a data para realização da cirurgia e serão indicados alguns cuidados padrões como:

  • Evitar o uso de álcool, tabaco ou qualquer outro tipo de entorpecente ou drogas ilícitas por um mês antes da cirurgia;
  • A dieta: é o primeiro passo para os cuidados preparatórios para a Lipoaspiração masculina, uma possibilidade é que o médico indique a dieta líquida por volta de dois dias antes da cirurgia e que seja feito um jejum completo 8 horas antes do procedimento cirúrgico;
  • Se entre 4-5 dias antes da cirurgia, o paciente apresentar gripe, resfriado ou indisposição, é necessário que o cirurgião seja notificado por antecedência, pois podem oferecer complicações na cirurgia ou na recuperação.
  • Interromper o uso de medicamentos com ação anticoagulante por uma semana antes da cirurgia (a ser melhor definido com o médico);
  • Não utilizar cosméticos e acessórios no dia da cirurgia.

Como a Lipoaspiração masculina é realizada?

            Como já citamos, há pequenas diferenças entre a lipoaspiração masculina e feminina, agora é o momento de falar sobre elas. E, acredite, vem vantagem por aí! O procedimento no homem costuma ter melhores resultados, sendo, inclusive, visíveis com menos tempo do que o feminino. Esse fenômeno ocorre porque a elasticidade da pele masculina se mantém por mais tempo e a gordura masculina é menos maleável que a feminina, por essa razão a lipo masculina possui considerável menor taxa de flacidez. Assim, a lipoaspiração masculina no abdômen possui melhores resultados.

            Quanto à cirurgia, as anestesias utilizadas na lipoaspiração masculina podem ser a raquidiana, peridural ou geral, dependerá da área (ou áreas) a passar pelo procedimento ou se haverá combinação com outros procedimentos. Então, são introduzidas, através de pequenas incisões (que não deixam cicatrizes notáveis), as cânulas para sucção, o médico fará movimentos de vai e vem para que o tubo aspire a gordura indesejada.

            Após fechar as suturas, serão utilizadas malhas de compressão ou bandagens elásticas na região aspirada com o intuito de evitar a retenção de líquidos, também pode ser necessário a utilização de drenos para conter o excesso de líquidos (inclusive, sangue) após a cirurgia.

Como é a recuperação e quais são os cuidados pós operatórios?

            Após a alta, o paciente ainda precisará de cuidados especiais que deverão ser levados a sério e seguidos à risca, o corpo estará passando pela recuperação de um processo muito invasivo, por essa razão, para que a recuperação seja tranquila e os bons resultados sejam garantidos. As recomendações variam de acordo com cada médico e podem ser diferentes das citadas aqui, mas as principais são:

  • Nos primeiros dias de recuperação é normal que a região apresente dor e inchaço, que deverão ser combatidos através dos medicamentos indicados (geralmente, antibióticos e analgésicos) pelo cirurgião, deverão ser tomados de forma regular, nos horários exatos;
  • O paciente deve evitar dormir sob os pontos da cirurgia;
  •  Utilizar a cinta e as meias cirúrgicas de forma contínua por 3 dias, durante o dia e à noite, tirá-la apenas para o banho;
  • Fazer a higiene de modo cauteloso (talvez, com a mangueirinha do chuveiro, bucha e sabonete neutro), não podendo tomar o banho normal no chuveiro por três dias; Passados esses 3 dias, o paciente pode tomar banho da forma típica, deverá tirar os curativos com cuidado, utilizar a pomada ou antisséptico indicado pelo médico e utilizar micropore sob os pontos, em consonância com as exigências de seu médico;
  • A partir do 4° dia do pós-cirúrgico, talvez sejam necessárias as drenagens, será definido pelo seu cirurgião;
  • Os pontos são retirados após cerca de 8 dias, mas o paciente só poderá tirar a cinta (e apenas para dormir) após 15 dias, ela deverá ser utilizada por 30 dias;
  • Também é recomendado que, a princípio, o paciente caminhe ao menos duas vezes no dia por cerca de 10 minutos, de forma mais devagar nos primeiros 7 dias após a cirurgia, posteriormente, o tempo de caminhada deve ser aumentado de forma gradativa. Caminhar trará benefícios para a recuperação, inclusive por auxiliar com a circulação de sague e evitar gases e inchaço;
  • Assim como no pré-operatório, a alimentação é fundamental no pós-operatório, a recuperação pode ser acelerada ou retardada pela dieta do paciente, recomenda-se o consumo de muita água e isotônico, e evitar o consumo em exagero de açúcar e farinha, pois estes alimentos são altamente inflamatórios;
  • Álcool e tabagismo seguem sendo vilões por ao menos 2 meses depois da cirurgia;
  • Exercícios físicos e atividades físicas pesadas também devem ser evitadas por 2 meses;
  • O trabalho é um tema variante, um trabalho mais leve pode ser retornado em 30 dias, em caso de trabalhos que exijam mais movimentação ou levantamento de peso, o ideal é que se aguarde 60 dias.

Resultados da lipoaspiração masculina:

antes e depois lipoaspiração masculina

            Os resultados podem variar de acordo com o cirurgião responsável e os cuidados que o paciente tem no pós-operatório, mas como um todo, os pacientes costumam alcançar o sonhado abdômen definido e possui cicatrizes quase invisíveis.

Temos também um artigo sobre a lipoaspiração feminina e a lipoescultura, clique sobre os nomes para saber mais.

Tire suas dúvidas ou agende uma consulta com
Dr. Marco Cassol

Compartilhe :

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Marco Cassol

Marco Cassol

Dr. Marco Cassol Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, tem mais de 15 anos de vivência na profissão. Após sua formação, desde 2006. CRM-SP 122955 / RQE 24987 Linkedin .

Artigos relacionados