Prótese de Silicone – Anestesia local, Peridural ou Geral?


Aumentar os seios através do implante de próteses de silicone é o sonho de muitas mulheres. Porém, apesar de ser rápido e seguro, mesmo assim muitas pacientes ainda têm receio de realizar este procedimento por se tratar de uma cirurgia e exigir o uso de anestesia.

Anestesia local com sedação, quando é indicada?

Prótese de Silicone - Anestesia local, Peridural ou Geral? 1
Anestesia Local é a mais utilizada em Mamoplastia de Aumento

A anestesia local é o tipo de anestésico mais utilizado na mamoplastia de aumento. Ele age somente na parte do corpo em que é aplicado.

Para que a paciente passe por um procedimento de forma mais confortável possível, antes de receber a anestesia é aplicada uma sedação intravenosa que provoca um sono profundo, fazendo com que a paciente durma antes mesmo de receber a anestesia.

Embora a ação da anestesia local seja superficial e limitada à região do corpo onde foi aplicada, a paciente não sente nenhum tipo de dor.

Anestesia peridural com sedação, quando é indicada?

Prótese de Silicone - Anestesia local, Peridural ou Geral? 2
Anestesia peridural em em cirurgias com duas a quatro horas

Há casos específicos em que o médico cirurgião plástico, em conjunto com o médico anestesista, entende que a melhor opção é usar a anestesia peridural (aplicada no espaço peridural da coluna vertebral).

Como por exemplo, o implante de próteses submusculares (abaixo do músculo) ou o fato de a paciente ter mamas um pouco maiores, ou ainda, quando a previsão é de que a operação dure entre duas a quatro horas, já que esta anestesia tem um efeito mais prolongado que a local.

Neste tipo de anestesia, o médico injeta o medicamento na coluna (canal medular), bloqueando todas as sensações da região que fica abaixo desse ponto, inclusive a dor.

Na anestesia peridural também precisa ser aplicada junto com a sedação, permitindo que a paciente durma durante toda o procedimento.

Anestesia geral, quando é indicada?

Prótese de Silicone - Anestesia local, Peridural ou Geral? 3
Anestesia geral em pacientes com cirurgias longas

É muito raro usar a anestesia geral para colocar próteses de silicone.

Geralmente na área de cirurgia plástica, ela é mais comum quando o objetivo é realizar mais de um procedimento, como uma cirurgia da face combinada com mamoplastia, por exemplo.

Esse tipo de anestésico leva a paciente ao estado total de inconsciência. Ela perde a sensibilidade à dor enquanto o medicamento estiver fazendo efeito e experimenta uma sensação de grande relaxamento.

E a duração dessa anestesia é mais longa, por isso ela é recomendada quando existe a previsão de que a cirurgia dure mais de 4 horas.

Nesses casos, os anestésicos são introduzidos por duas vias: endovenosa e respiratória. A paciente passa a respirar por meio de aparelhos e o anestesiologista monitora e controla toda a situação.
.
A recuperação não é tão rápida quanto a das outras anestesias que já mencionamos. Por isso, é comum a paciente dormir no hospital.

Anestesia mais utilizada para o implante de próteses de mamas é a anestesia local com sedação. Ou seja, a paciente é sedada através de uma medicação intravenosa que a faz adormecer antes de receber a anestesia local.
.
Este procedimento é comumente utilizado em pacientes que irão colocar a prótese subglandular (implante por cima do músculo).
.
Em casos de implante submuscular (abaixo do músculo) é preferível a anestesia peridural (aplicada no espaço peridural da coluna vertebral), uma vez que é necessário mexer na estrutura muscular da paciente, o que acarreta em maior desconforto.

Neste método a paciente também é sedada antes de receber a anestesia.
.
A aplicação de anestesia geral é muito rara, mas há casos específicos em que ela é indicada, como cirurgias plásticas da face. Ou procedimentos combinados, como por exemplo: cirurgia da face mais implante de mama.

Tire suas dúvidas ou agende uma consulta com
Dr. Marco Cassol

Compartilhe :

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Marco Cassol

Marco Cassol

Dr. Marco Cassol Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Cirurgia Geral e em Cirurgia Plástica, tem mais de 15 anos de vivência na profissão. Após sua formação, desde 2006. CRM-SP 122955 / RQE 24987 Linkedin .

Artigos relacionados